Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Grândola ganha duplo projeto imobiliário de logística e turismo

Qantara Capital assinou contrato com a vila alentejana para promover um parque logístico e um novo hotel de quatro estrelas.

Visitportugal
Visitportugal
Autor: Redação

A Qantara Capital decidiu avançar em Grândola com um novo projeto imobiliário, que implica a construção de um parque logístico com 130 hectares e um hotel de quatro estrelas no centro da vila. Sem revelar o valor de investimento em causa, a empresa de origem suiça, especializada especializada nos setores do imobiliário e dos recursos naturais, quer reforçar a presença no concelho alentejano, onde tem já "uma carteira diversificada de projetos imobiliários”, além dos dois apresentados recentemente.

O presidente executivo da empresa de investimento e consultoria Qantara Capital, Hadrien Fraissinet, citado pelo Expresso, diz que este duplo projeto reflete o “potencial e características excecionais” do município, “com enormes oportunidades de desenvolvimento e investimento para além dos óbvios empreendimentos na zona costeira”.

Construção de novo Parque Logístico arranca em 2023

Para o Parque Logístico de Grândola, a 8 km da vila - “localização estratégica”, conectada com o Porto de Sines e a nova ligação ferroviária do Corredor Internacional Sul para Espanha e para a Europa - está prevista uma área de construção de 630 mil metros quadrados (m2), a que se somam mais 300 mil m2 de infraestruturas adjacentes, juntando 24 lotes industriais com 25 mil m2 cada, com escala e modularidade, segundo publicou o Expresso.

O parque logístico disponibiliza ainda um espaço de 15 mil m2 com hotel, restaurantes, lojas, escritórios e estacionamento com carregamentos elétricos e posto de combustível. O projeto, desenhado de acordo com os padrões LEED (uma certificação para construções sustentáveis, concebida e concedida por uma organização não governamental) dedica 75 mil m2 a um viveiro de plantas e centro de jardinagem e preserva 240 mil m2 como paisagem natural de carvalhos e pinheiros, segundo detalhava o jornal.

O arranque da construção deste parque, apresentando como “um investimento de interesse público elegível para o Plano de Recuperação e Resiliência”, está previsto para 2023.

Hotel no centro da vila promete ser "hub jovem e criativo"

Já o hotel Jardins de Grândola, a construir entre 2022 e 2023, resulta de um projeto de reabilitação urbana no centro da vila, com 50 quartos, a par de um edifício residencial com 3 apartamentos duplex e 3 penthouses, e de um parque de estacionamento.

Citando o promotor, esta unidade turística vai posicionar-se no segmento boutique lifestyle e será “um hub jovem e criativo” para funcionar como “verdadeiro ponto de encontro da vila”, combinando alojamento de longa duração a pensar em profissionais que trabalhem na região, mas também em grupos e famílias. A assinatura do projeto da Qantara Capital é do atelier PROMONTORIO, “inspirado no imaginário da arquitetura chã alentejana”, com pequenos vão recortados no grande volume caiado de branco.