Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

deco aconselha famílias a “pôr um travão” nos créditos à habitação

em causa estão os elevados "spreads" e o provável aumento das taxas euribor
Autor: Redação

a deco – associação portuguesa para a defesa do consumidor aconselhou as famílias a “porem um travão” na contratação de créditos para habitação, já que além dos “spreads” estarem muito elevados as taxas euribor, que por agora andam em mínimos históricos, vão também aumentar. “a única coisa que as pessoas podem fazer nesta fase, se precisam de fazer novos contratos, é avaliar o mercado, comparar coisas iguais, não assinar contratos por impulso, pôr um travão à aquisição de novos créditos”, referiu jorge morgado, secretário geral da entidade

segundo o responsável, há famílias que estão a fazer contas a uma taxa de juro baixa e um “spread” elevado, esquecendo-se que as taxas euribor também vão “certamente subir dentro de uns anos”. “tudo pode complicar-se quando os juros subirem. podemos estar a criar novas situações de apuros para as famílias, pois todas as contas que fizeram quanto à taxa de esforço podem ser erradas num futuro relativamente próximo de três, quatro anos”, alertou

nesse sentido, jorge morgado aconselhou as famílias que já têm uma taxa de esforço de 35% ou 40% a não ultrapassar esta fasquia, até porque o cenário tende a mudar. “quando a situação da vida económica normalizar, as taxas euribor vão subir e os ‘spreads’ lá estarão”, frisou, citado pela agência financeira