Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

número de casas entregues à banca desce 60% face a 2012

no primeiro semestre do ano foram entregues à banca 1.346 imóveis, face aos 3.300 de 2012
Autor: Redação

a crise está a obrigar muitas famílias a ter de entregar a casa ao banco, na sequência de incumprimentos ou da impossibilidade de cumprir com o crédito à habitação. mas, ainda assim, há menos agregados a ter de tomar esta opção. segundo a associação dos profissionais e empresas de mediação imobiliária de portugal (apemip), no primeiro semestre do ano, as dações em pagamento recuaram 60% face ao mesmo período do ano passado

de acordo com o jornal de negócios, que se apoia nos dados da apemip, entre abril e junho, foram devolvidos às instituições financeiras 707 imóveis por particulares, o que eleva para 1.346 o total do primeiro semestre. trata-se de um número bem inferior (menos 60%) ao registado no período homólogo – entre janeiro e junho do ano passado foram entregues à banca 3.300 habitações 

para esta diminuição contribuiu o facto de, segundo a apemip, os bancos estarem mais disponíveis para renegociar os créditos à habitação. “é sempre preferível manter o cliente, com prazos mais dilatados, com eventuais períodos de carência e até com 'spreads' mais baixos do que aumentar o volume de activos imobiliários indesejáveis como resulta das dações”, referiu luís lima, líder da associação

o responsável adiantou que os dados relativos às dações em pagamento chegaram a ser “ameaçadores”, mas que agora o cenário parece estar a mudar de figura: “reconheço que a maior parte dos bancos foi logo sensível a este problema, até pelo facto de o sentir directamente, adoptando políticas mais flexíveis, antes até das legislações entretanto aprovadas”