Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Bancos começam a abrir a porta ao crédito à habitação

Autor: Redação

Há três anos, quando a Troika chegou a Portugal, os bancos mostravam-se muito pouco disponíveis para emprestar dinheiro para a compra de casa. A banca tinha fechado a torneira ao crédito à habitação. Hoje, apesar das condições exigidas pela banca ainda serem bastante restritivas, o cenário mudou e há luz ao fundo do túnel para quem necessita de financiamento.

Segundo o Jornal de Negócios, o processo de desalavancagem arrancou e, com a retoma, começam a surgir sinais de inversão de ciclo, pelo que o crédito à habitação começa a ficar mais acessível. Os spreads, por exemplo, que chegaram a perto dos 0% antes do pedido de resgate, subiram bastante nos últimos meses, mas agora estão a recuar.  

Durante este período, os bancos foram ficando na posse de muitas casas, pelo que tentavam em primeiro lugar “desfazer-se” desses mesmos imóveis. Ou seja, ofereciam condições de financiamento mais favoráveis para este tipo de casas, uma tendência parece estar a inverter-se. “Nota-se uma diferença de atitude por parte da banca que resulta de um custo de financiamento mais baixo e inversão do ciclo recessivo”, disse Filipe Garcia, economista da IMF (Informação de Mercados Financeiros).