Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Casas de bancos

Imóveis que são propriedade de entidades bancárias. Os preços abaixo do mercado e as facilidades no financiamento são duas das grandes vantagens que atraem compradores para as casas que os bancos têm em carteira.

Imóveis de bancos: BCP vende armazém em Palmela (são mais de 26.000 m2) por 4,1 milhões

O Millennium BCP está a vender um armazém industrial localizado na Quinta do Anjo, em Palmela (Setúbal), por 4.135.000 euros. Em causa está uma propriedade com mais de 26.000 metros quadrados (m2). 

Notícia sobre:
Conteúdo patrocinado EuroEstates

EuroEstates realiza mais um grande leilão online com imóveis de bancos – até 17 de junho

A EuroEstates está neste momento a realizar um grande leilão online com imóveis propriedade de entidades bancárias, onde se podem encontrar imóveis de diversas tipologias, desde apartamentos a moradias, lojas, escritórios, terrenos e até alguns imóveis com rendimento. São ao todo 110 lotes que estão disponíveis para visitar e licitar até 17 de junho de 2021, que vão do Algarve até ao Norte, passando por Lisboa e Porto.

Notícia sobre:

Imóveis de bancos: BCP vende Herdade da Almeida Velha (são 70 hectares) por 2,7 milhões

O Millennium bcp está a vender a Herdade da Almeida Velha, uma propriedade com 70 hectares localizada junto à Albufeira da Barragem do Caia, na região de Elvas, distrito de Portalegre, por 2,7 milhões de euros. 

Notícia sobre:

Imóveis do Novo Banco: empresário que vendeu sociedades ao Anchorage rejeita ligações ao fundo

António João Barão, empresário que vendeu cinco sociedades imobiliárias a uma empresa do Luxemburgo através da qual o fundo Anchorage adquiriu ao Novo Banco (NB) uma carteira de imóveis por 364 milhões de euros, o projeto Viriato, disse que “não sabia a quem é que ia vender” as referidas sociedades. 

Notícia sobre:
Conteúdo patrocinado

EuroEstates aposta em leilões online e concursos em carta fechada - há um a decorrer até 12 de maio

Especializada na realização de leilões de imóveis, a EuroEstates adaptou-se às condições atuais, decorrentes do contexto que se vive no país, privilegiando durante este período a realização de leilões pela internet ou concursos em carta fechada. Está atualmente a decorrer, até dia 12 de maio de 2021, um concurso em carta fechada com imóveis propriedade do Millennium bcp.

Notícia sobre:

Caixa Geral de Depósitos liberta-se de quase 380 milhões de euros em imóveis

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) libertou-se de quase 380 milhões de euros em imóveis detidos para venda ao longo dos últimos quatro anos: entre 2016 e 2020. Este era um dos objetivos no âmbito do plano de reestruturação imposto por Bruxelas ao banco do Estado.

Notícia sobre:

Novo Banco vende mais de 1.700 milhões de euros em imóveis em quatro anos

O Novo Banco tinha uma carteira imobiliária no valor de 2.670 milhões de euros, em termos líquidos, em dezembro de 2016, mas libertou-se de cerca de 1.700 milhões de euros entretanto, ou seja, até final de 2020, período durante o qual implementou um plano de reestruturação, imposto pelas autoridades europeias. 

Notícia sobre:

Novo Banco: carteira de malparado vendida avaliada (afinal) em 35 milhões

O Novo Banco já veio esclarecer que a carteira de crédito malparado que vendeu estava avaliada nas contas da instituição (afinal) em 35 milhões de euros. “O Novo Banco esclarece que a carteira de crédito malparado (NPL) está avaliada nas contas do banco por cerca de 35 milhões de euros, valor marginalmente inferior aos 37 milhões de euros da venda reportados ao mercado, com o respetivo impacto positivo nos resultados e no capital”, adiantou fonte oficial do Novo Banco à Lusa.

Notícia sobre:

Fundos Albatross, Cerberus e Tikehau na corrida ao “Projeto ZIP” – são mais de 4.400 casas de bancos

Albatross, Cerberus e Tikehau foram os três fundos de investimento imobiliário selecionados para apresentarem propostas vinculativas para a compra do “Projeto Zip”, uma carteira de mais de 4.400 casas, no valor de 360 milhões de euros, que vários bancos nacionais colocaram à venda em julho, através de fundos de investimento.

Notícia sobre: