Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Crédito habitação com contrato a prazo? É difícil, mas possível

Conseguir um empréstimo para comprar casa sem ser efetivo é possível com um salário elevado, um fiador ou uma prestação baixa.

Crédito habitação para quem tem contrato de trabalho a prazo
Foto de Kindel Media no Pexels
Autor: Redação

Conseguir um crédito habitação com um contrato de trabalho a prazo pode parecer uma missão impossível, mas não é. Há vários bancos a abrir exceções, embora continue a ser mais difícil concederem um crédito habitação a uma pessoa com contrato de trabalho a termo, do que a alguém com um emprego estável - ou seja efetivo. Mas há vários aspetos a ter em conta que vão ajudar – e muito - a conseguir um empréstimo para comprar casa.

Porque é que os bancos preferem clientes com contrato sem termo para dar crédito habitação?

Quando um banco concede um crédito habitação, está a emprestar um certo valor que espera um dia recuperar na totalidade, ao qual se somam ainda os juros. "E, por isso, é necessário certificar-se de que a pessoa a quem vai conceder o empréstimo tem condições financeiras para pagá-lo no prazo estabelecido", explicam os especialistas idealista/créditohabitação.

É neste sentido que ter um contrato de trabalho sem termo representa uma garantia. "Isto porque é menos provável que a pessoa fique sem emprego e tenha dificuldades em pagar as prestações mensais do empréstimo da casa do que um trabalhador que tenha um contrato a termo", acrescentam os mesmos responsáveis.

Por isso, se não tens um contrato de trabalho fixo e queres ter acesso a um crédito habitação, deves mostrar ao banco que consegues pagar o empréstimo e será muito mais fácil consegui-lo se cumprires os seguintes pontos.

Comprar casa com contrato a prazo
Foto de Kindel Media no Pexels

Crédito habitação com contrato a prazo: o que é preciso?

  • Salário elevado

Ter um contrato de trabalho a termo certo não significa necessariamente que tenhas poucos rendimentos – embora muitas vezes estas realidades andem de mãos dadas. E, na verdade, se estás a pensar comprar uma casa e pedir um empréstimo ao banco é porque, depois de avaliar os preços das casas e as condições de crédito habitação de vários bancos, chegaste à conclusão de que consegues pagar uma prestação mensal. Neste sentido, o teu salário será um fator determinante para ter acesso ao crédito habitação e, portanto, quanto mais elevado for, melhor.

  • Prestação mensal baixa

Além do salário, outro aspeto em ter em conta é a prestação mensal do crédito habitação. Isto porque será muito mais fácil o banco conceder um empréstimo para comprar casa a um cliente com contrato de trabalho a termo, se a prestação mensal for baixa. Na verdade, os especialistas recomendam que a prestação da casa não seja superior a 40% do salário. E quando menor for esta percentagem, maior será a probabilidade de obter o empréstimo.

  • Poupar dinheiro suficiente (quanto mais, melhor)

Se quiseres obter um crédito habitação com uma prestação mensal baixa, basta pedires pouco dinheiro ao banco. Mas ter poupanças é fundamental para comprar casa, já que atualmente nenhum banco concede um empréstimo a 100% exceto para a sua carteira de imóveis. Ainda assim, toma nota: quanto maior for a tua poupança, melhor, já que assim vai ter de pedir menos dinheiro emprestado ao banco, algo que a própria instituição bancária irá interpretar como um menor risco de incumprimento e, por isso, poderá facilitar a concessão de crédito habitação, mesmo se tiveres um contrato de trabalho a termo.

Crédito habitação ao rubro em Portugal
Foto de Ivan Samkov no Pexels
  • Vida laboral estável

Mesmo que sejas um trabalhador com um contrato a prazo, isso não significa que não tenhas estabilidade no emprego. Claro está que seria importante ter um contrato de trabalho fixo, mas se não tiveres outro ponto que te pode ajudar a aceder ao crédito habitação passa mesmo por demonstrar que trabalhas há algum tempo na mesma empresa. Desta forma, mesmo que não tenhas um contrato de trabalho sem termo, o banco vai ver que tens estabilidade laboral e poderá valorizá-la na hora de decidir.

  • Ter um fiador

Caso peças um crédito habitação e tenhas um contrato de trabalho a prazo, é muito provável que o banco te solicite um fiador, ou seja, uma pessoa que em caso de incumprimento seja responsável pela dívida. Esta pessoa que atua como fiador do empréstimo bancário tem a obrigação de responder com o seu próprio património em caso de incumprimento e, portanto, é uma forma muito eficaz de o banco garantir que irá receberá o dinheiro emprestado acrescido de juros. O mais comum é mesmo os pais serem fiadores dos filhos, embora em boa verdade, qualquer pessoa possa ser fiador. 

  • Não ter outras dívidas

Outro aspeto importante que deves ter em conta, se queres obter um crédito habitação tendo um contrato de trabalho a prazo, é que não deverás ter outras dívidas. Isto é, nem outros créditos habitação, nem outro tipo de créditos pessoais. Por isso mesmo, o ideal é mesmo amortizar os empréstimos o mais rápido possível para eliminar estas dívidas. E deves fazê-lo antes de pedir um crédito habitação, especialmente se partires em desvantagem com um contrato de trabalho a prazo.

Crédito habitação com contrato de trabalho a termo
Foto de Karolina Grabowska no Pexels

Todos estes fatores podem influenciar decisivamente no processo de aceder a um crédito habitação para comprar casa, tendo um contrato de trabalho a termo e, por isso, é importante tê-los em mente. Se não conseguirmos reuni-los todos, pelo menos tenta conjugar alguns para aumentar as tuas hipóteses de conseguir um crédito para comprar casa.