Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Visabeira: “Os nossos empreendimentos continuam a ser vistos como um investimento seguro”

Jorge Costa, administrador da Visabeira, explica em entrevista que a aposta no segmento imobiliário passa, sobretudo, pela vertente de investimento.

Moradias Visabeira / Visabeira
Moradias Visabeira / Visabeira
Autor: Elisabete Soares (colaborador do idealista news)

A Visabeira ainda não sentiu grande alteração no seu negócio, nem ao nível de preços nem de procura, no âmbito da atual crise, sendo que os empreendimentos continuam a ser vistos como um investimento seguro a médio-longo prazo, destaca Jorge Costa, administrador da Visabeira Turismo, Imobiliária e Serviços, em entrevista ao idealista/news.

Segundo o responsável, a grande vantagem da Visabeira face aos restantes operadores - mesmo em tempos de pandemia da Covid-19 - é o fato de ter imóveis prontos a escriturar, o que potencia a concretização do negócio num curto espaço de tempo.

Jorge Costa, administrador da Visabeira Turismo, Imobiliária e Serviços / Visabeira
Jorge Costa, administrador da Visabeira Turismo, Imobiliária e Serviços / Visabeira

Como está a correr a atividade na Visabeira Turismo e Imobiliário?

No setor do turismo está de acordo com as expetativas, quer para o mercado nacional quer para o internacional, este último fortemente afetado por questões de acessibilidade, por exemplo, com a redução de voos de alguns destinos-chave.

Todo o mercado está consciente dos desafios que a situação atual representa. Um dos primeiros impactos prende-se, a título de exemplo, com a alteração da tendência de reserva antecipada dos últimos anos para um regresso de reservas “last minute”, mas, desta vez, não motivadas por preço mais baixo, mas por tomadas de decisão de última hora, baseadas em outros fatores (saúde, disponibilidade, segurança e outros).

No setor imobiliário ainda não sentimos grande alteração, nem ao nível de preços, nem de procura. Os nossos empreendimentos continuam a ser vistos como um investimento seguro a médio-longo prazo.

“A cadeia Montebelo Hotels teve como preocupação fundamental proporcionar uma estadia segura e despreocupada, fazendo os hóspedes sentirem-se seguros como na sua própria casa”
Jorge Costa

De que forma a situação de pandemia afetou a atividade nestes segmentos? 

Em particular no setor do turismo houve um impacto bastante forte, em especial no mercado internacional. A cadeia Montebelo Hotels teve como preocupação fundamental proporcionar uma estadia segura e despreocupada, fazendo os hóspedes sentirem-se seguros, como na sua própria casa, o que lhes tem vindo a permitir viver, de novo, grandes experiências nas unidades hoteleiras Montebelo Hotels & Resorts.

Que medidas foram tomadas para a reabertura da atividade?

Ostentando o selo “Clean & Safe” do Turismo de Portugal, a Montebelo Hotels & Resorts implementa diária e rigorosamente as medidas e recomendações da DGS, assegurando a limpeza e higienização de todos os espaços, incluindo os quartos, suítes e apartamentos, lobby e receção, restaurantes e espaços exteriores de lazer, tendo dado formação especializada aos colaboradores. 

E no caso do centro comercial Palácio do Gelo?

No Palácio do Gelo os princípios foram exatamente os mesmos, de forma a garantir que os clientes se sintam e estejam realmente seguros quando frequentam o espaço tanto em compras como em lazer. 

No setor imobiliário, a Visabeirahouse garante visitas seguras aos imóveis e reforçou a sua presença e qualidade no digital.

Edifício na Rua da Prata, em Lisboa / Visabeira
Edifício na Rua da Prata, em Lisboa / Visabeira

A maior procura de casa fora dos grandes centros urbanos está a ser benéfica para a Visabeirahouse?

As expetativas de venda a curto prazo, embora positivas abrandaram nos últimos meses, fruto da pandemia. A procura de casa centrou-se mais em clientes internos, tendência que contraria os últimos meses antes da Covid-19, quando se verificava uma procura acentuada por parte de clientes estrangeiros, que encontravam no nosso país uma residência de qualidade, num ambiente social/económico seguro e estável.

Em termos nacionais, a dinâmica da procura de casas continua a superar a oferta, situação mais notória nos grandes centros urbanos de Lisboa e Porto, ao passo que se assiste a uma tendência de estabilização nos restantes mercados, face à entrada de novos fogos para venda, situação visível em mercados onde a Visabeira opera, nomeadamente em Viseu, onde se assistiu a um aumento da oferta, que de alguma forma estabilizou a procura. 

“Mais que a oferta de casas para habitação própria, a Visabeira tem apostado num novo conceito de investimento, trabalhando o mercado imobiliário numa perspetiva financeira”
Jorge Costa

Como se caracteriza a atual oferta a nível residencial? 

A grande vantagem da Visabeira face aos restantes operadores, consideramos, é o fato de ter imóveis prontos a escriturar, o que potencia a concretização do negócio num curto espaço de tempo.

Mais que a oferta de casas para habitação própria, a Visabeira tem apostado num novo conceito de investimento, trabalhando o mercado imobiliário numa perspetiva financeira, dadas as raízes de posse que o povo português tem e potencializando o rendimento das famílias, com a aposta em adquirir património arrendado, com taxas de rentabilidade atrativas e sem risco associado. Esta é uma aposta ganha, porque é reconhecida a qualidade dos imóveis e dos próprios ocupantes, tranquilizando os potenciais investidores na aquisição dos imóveis Visabeira, como fonte segura de rendimento.

Que empreendimentos estão disponíveis para venda?

A Visabeira tem uma oferta alargada na região centro, destacando-se a cidade de Viseu, com a aposta em zonas premium da cidade. A empresa detém empreendimentos, onde é privilegiada a centralidade, a qualidade de construção e a diversidade de oferta. As características da construção Visabeira, também elas imagem de marca, ao longo de várias décadas, foram desenvolvidas com base nas últimas inovações em termos de construção e de materiais, oferecendo total garantia de qualidade, conforto e segurança.

Da funcionalidade e modernidade das cozinhas, do conforto e sofisticação dos equipamentos, até à ergonomia e requinte de todos os imóveis, passando pela nobreza de materiais e qualidade construtiva, os imóveis da Visabeira estão na linha da frente da oferta imobiliária nos mercados em que opera: Viseu, Aveiro e Figueira da Foz.

“Apesar de termos alguns projetos ainda em fase de conceção estamos mais focados na comercialização de projetos já desenvolvidos ou em desenvolvimento”
Jorge Costa

Tem previsto o lançamento de novos projetos imobiliários?

Apesar de termos alguns projetos ainda em fase de conceção estamos mais focados na comercialização de projetos já desenvolvidos ou em desenvolvimento, nomeadamente em Viseu, como a Quinta da Alagoa, Quinta do Bosque, Forum Residence e Villatrium, e em Aveiro, onde temos o condomínio privado Páteo Vera Cruz. Destaque ainda para o Montebelo Aguieira Lake Resort & Spa, um aldeamento turístico de luxo no centro do país, situado na bacia hidrográfica do Mondego, que apresenta um novo conceito de turismo, lazer e habitação, definido pela paisagem natural, pela envolvência da Barragem da Aguieira e pela qualidade e polivalência das suas infraestruturas.

Exterior do aldeamento turístico Montebelo Aguieira Lake Resort & Spa / Visabeira
Exterior do aldeamento turístico Montebelo Aguieira Lake Resort & Spa / Visabeira

É composto por 152 habitações, que variam entre modernos apartamentos T1 e T2, moradias em banda T2 e T3 e espaçosas Villas T4.

No caso do segmento do turismo é visível a aposta na renovação e modernização das unidades. É um processo que vai continuar em outras unidades em Portugal?

Seguramente. As nossas unidades estão em constante evolução e renovação para se adaptarem às necessidades e novas tendências do setor. O caso da pandemia é um exemplo da necessidade de as cadeias hoteleiras terem capacidade de se adaptar a qualquer tipo de realidade e num curto espaço de tempo.

“As nossas unidades estão em constante evolução e renovação para se adaptarem às necessidades e novas tendências do setor”
Jorge Costa

Como está a decorrer a atividade do Montebelo Golfe?

O Montebelo Golfe tem tido uma procura crescente e um desempenho positivo. Trata-se de uma modalidade vista como “segura”, pois é, sobretudo, individual e decorre ao ar livre. Em termos da prática desportiva, estamos ligeiramente abaixo do ano passado, mas contamos com cerca de dois meses a menos de exploração, dado que o campo esteve encerrado de 15 de março a 6 de maio. Temos mais de 20 torneios previstos até final do ano e começamos a receber pedidos para 2021, nomeadamente a confirmação da realização, a 1 de maio, de uma etapa do circuito World Amateur Golf.

Empreendimento Quinta do Bosque, em Viseu / Visabeira
Empreendimento Quinta do Bosque, em Viseu / Visabeira