Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

rumores

Autor: Redação

estado admite sortear prémios para quem investir em dívida: a agência de gestão da tesouraria e da dívida pública (igcp) prevê lançar nos próximos três meses novos instrumentos de financiamento do estado dirigidos aos investidores de retalho. apesar de não ter entrado em detalhes sobre os produtos a ser lançados em breve, o presidente do igcp, joão moreira rato, deu os exemplos da irlanda, de frança e de itália na estratégia para atrair a poupança dos investidores de retalho. “é um produto peculiar que poderá fazer sentido explorar", adiantou, admitindo que o estado pode sortear prémios entre quem investir em dívida (diário económico)

bcp anuncia amanhã venda do banco na grécia: o millennium bcp e o piraeus bank devem anunciar amanhã o acordo de venda do millennium bank na grécia. a notícia é avançada pelo site grego euro2day, que não cita fontes. Segundo o dinheiro vivo, que cita o diário económico, luís pereira coutinho, administrador responsável pela unidade grega, está hoje na grécia. sublinhe-se que metade do prejuízo de 1,219 milhões de euros registado pelo bcp em 2012 deve-se à sua unidade na grécia, daí a razão que terá levado os responsáveis do banco português a querer sair do país. um desejo, de resto, que já tinha sido manifestado por nuno amado, presidente do banco (dinheiro vivo)

bispo d. carlos azevedo nega acusações de assédio sexual: “nego totalmente as acusações de assédio sexual”. é desta forma que bispo d. carlos azevedo reage à notícia da revista visão que o aponta como suspeito de assédio sexual. citado pelo jornal público, o ex-bispo auxiliar de lisboa e actual membro do conselho pontifício da cultura do vaticano disse que já tinha ouvido uns "zunzuns" sobre uma queixa contra si, mas que "nem pessoalmente nem institucionalmente" foi informado da mesma. "a nunciatura nunca falou comigo, nunca fui chamado a depor", referiu, lamentando o "sensacionalismo" que "destrói a vida das pessoas". os alegados casos de assédio sexual a membros da igreja católica portuguesa remontam aos anos 1980, mas só terão sido conhecidos após uma denúncia feita em 2010 ao núncio apostólico em portugal (público)

Artigo visto em
(idealista news)