Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Investidor suíço faz nascer empreendimento de luxo com piscina no centro de Lisboa

O interior de um dos apartamentos / JLL
O interior de um dos apartamentos / JLL
Autor: Redação

Lisboa vai ter mais um condomínio de luxo. Numa localização privilegiada, entre a Avenida da Liberdade e o bairro das Amoreiras, vai nascer um empreendimento com 8 casas de luxo, jardim, piscina e estacionamento privado. O edifício Rodrigo da Fonseca, no número 43, será reabilitado para dar lugar a apartamentos de tipologias T3 e T4, devendo ficar pronto até 2021.

O projeto vais nascer pelas mãos de um investidor suíço, a Mexto, que está ativo no desenvolvimento imobiliário em Lisboa há cerca de dois anos. O edifíco em causa, datado século XIX,  será alvo de um projeto de reabilitação que “prevê a recuperação de elementos originais como as varandas, os revestimentos azulejares, gradeamentos, cantarias e a porta principal”, segundo um comunicado da JLL, que irá partilhar a comercialização do projeto com a Portugal Sotheby’s International Realty.

A fachada e jardim do edifício / JLL
A fachada e jardim do edifício / JLL

Os oito apartamentos - de tipologias T3 e T4 (dois deles duplex) -, com terraço, jardim, piscina, estacionamento privado e arrecadações, vão estar distribuídos por 6 pisos, com áreas que variam entre os 140 e os 290 metros quadrados (m2).

“A par com a sua localização numa das ruas mais valorizadas de Lisboa, este condomínio oferece o que de melhor se pode ter num apartamento numa cidade: áreas grandes, pé direito alto e muita luz natural, servidos por terraços, piscina, jardim e estacionamento”, comenta Patrícia Barão, Head of Residential da JLL.

Miguel Poisson, diretor geral da Portugal Sotheby’s International Realty, refere a “sofisticação dos interiores” que “contrasta com a traça arquitetónica do início do século XIX numa luxuosa simbiose entre passado e presente”.