Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Chuva de projetos residenciais invade o SIL 2019 – maior feira imobiliária do país arranca hoje

Promotores imobiliários e mediadores aproveitam bom momento do setor para lançar novos empreendimentos.

O Visconde de Santarém – Saldanha, em Lisboa, terá 22 sofisticados apartamentos de tipologias T1 a T4 / Civilria
O Visconde de Santarém – Saldanha, em Lisboa, terá 22 sofisticados apartamentos de tipologias T1 a T4 / Civilria
Autor: Redação

Quem visitar o Salão Imobiliário de Portugal (SIL) terá a oportunidade de conhecer em primeira mão “vários lançamentos de empreendimentos para a classe média e de construção nova”, revelou ao idealista/news Sandra Fragoso, gestora da maior e mais importante feira imobiliária do país, que abre portas esta quinta-feira (10 de outubro de 2019) e termina domingo. Damos-te a conhecer alguns dos projetos que vão ser lançados durante o certame, que se realiza na FIL, no Parque das Nações, em Lisboa.

Para navegar neste mar de projetos sem se perder, e encontrar as melhores oportunidades, o melhor é mesmo descarregar e utilizar a aplicacão oficial do evento. A SIL OPPORTUNITY inclui a Planta do SIL "e dá indicações sobre as empresas que têm condições especiais para as aquisições de imóveis/serviços que sejam realizadas na feira imobiliária", explica a organizaçao da feira.

Habitat Invest mostra 5 projetos

Só a Habitat Invest, empresa privada de investimento imobiliário, colocará à venda cinco projetos no SIL 2019, com o valor global de vendas de 165 milhões de euros. 

“No primeiro dia do evento a Habitat vai apresentar o Estoril Villas – 9 moradias no centro de Estoril -, o empreendimento Terras de Birre, um loteamento para a construção de 32 moradias com projeto aprovado, do atelier Bernardes Arquitetos, em Birre, Cascais, o Valrio, 155 apartamentos na Avenida de Berlim, em Lisboa, em parceria com a Solyd, e a jóia do coroa, o Marinha Prime, 55 villas e apartamentos na exclusiva Quinta da Marinha, Cascais, que se encontra a ser promovido em parceria com a Noronha Sanches”, refere a promotora de capitais portugueses em comunicado.

“No segundo dia do evento, a Habitat Invest apresentará o seu mais pequeno projeto, o AlcântaraLofts, com 33 unidades T0 a T2, na Av. 24 de Julho, em Lisboa, junto ao novo Hospital Cuf”, lê-se no documento.

A empresa revela, de resto, que tem em produção 578 unidades residenciais, num valor global de investimento de 267 milhões de euros. E mais: conta fechar mais três projetos até final do ano, num total de 200 unidades residenciais.

Belgas investem em Miraflores, às portas de Lisboa

Outro empreendimento residencial que promete dar que falar e que será apresentado no SIL é o Jardim Miraflores, um complexo residencial premium de construção nova localizado em Miraflores, no concelho de Oeiras, às portas de Lisboa, que será constituído por três edifícios: a Torre Girassol (com 16 pisos e 68 apartamentos), o Lotus Living (com nove pisos e 47 apartamentos e seis escritórios) e a Villa Iris (com quatro apartamentos). 

Krest Real Estate Investments
Krest Real Estate Investments

Trata-se de um condomínio com 119 apartamentos que vai nascer após um investimento de 55 milhões de euros a cargo da belga Krest Real Estate Investments .

O novo empreendimento – o primeiro da empresa liderada por Claude Kandiyoti na promoção residencial em Portugal – deverá começar a ser construído em julho de 2020 e estar concluído em 2022.

Civilria apresenta dois projetos residenciais em Lisboa

Já o grupo Civilria, uma promotora imobiliária aveirense que está a desenvolver projetos em vários segmentos nas cidades de Lisboa, Porto, Gaia e Aveiro, vai aproveitar o SIL 2019 para apresentar as suas mais recentes novidades no segmento residencial: dois exclusivos empreendimentos de habitação na capital. 

“Trata-se dos projetos Visconde de Santarém – Saldanha, localizado na rua com o mesmo nome, e do POP João Crisóstomo 14, localizado junto ao POP Saldanha, a primeira aposta no segmento residencial da Civilria em Lisboa e que se encontra em fase de construção”, refere a empresa em comunicado.

Ambos os projetos têm conclusão prevista para o final de 2020 e resultam da reabilitação de dois edifícios de serviços. 

O Visconde de Santarém – Saldanha terá 22 sofisticados apartamentos de tipologias T1 a T4 e com áreas entre 50 e 185 metros quadrados (m2), todos com varanda na fachada principal. “No 6º piso tem apenas duas unidades com terraços e vista sobre Lisboa e o Rio Tejo”, adiantou a empresa, salientando que o projeto resulta da renovação de um edifício de escritórios dos anos 80, usado sobretudo como escritórios administrativos da CTT-Correios de Portugal, S. A. Os preços, esses, começam nos 360.000 euros e chegam aos 1,2 milhões de euros.

Já o POP João Crisóstomo 14 está localizado junto ao POP Saldanha e é a nova aposta da Civilria, estando destinado a venda para investimento. 

“Trata-se da reabilitação de um edifício do ano 2000 que estava ocupado por serviços do Ministério da Saúde e que está a ser transformado num conjunto de 35 apartamentos, maioritariamente T1, com áreas médias de 50 m2, alguns com terraços de 30 m2, e preços a partir dos 270.000 euros”, revelou a empresa aveirense.

Um projeto que, à semelhança do POP Saldanha e tendo em conta as características dos apartamentos, tem tudo para ser uma “boa opção para investimento destinado ao turismo residencial ou para um segmento executivo”.

ERA promove seis novos empreendimentos (cinco em Lisboa)

Também a ERA aproveitará o facto de (voltar a) estar presente no SIL para promover novos empreendimentos. “Uma das apostas deste ano passa pela promoção de novos empreendimentos através do programa de parceria Obra Nova ERA”, referiu a mediadora imobiliária em comunicado. 

“No sábado (12 de outubro de 2019), durante o período da tarde, será possível assistir à apresentação de uma seleção de seis novos empreendimentos Obra Nova ERA, em regiões como Lisboa e São Martinho do Porto (...). No SIL, a ERA vai contar com mais de 54 mil imóveis para comercialização num stand com 144 m2, localizado no pavilhão 2, onde as suas agências e equipas de comerciais vão estar presentes para oferecer aos clientes as melhores ferramentas digitais e orientação no que toca à procura de casa”, lê-se no documento. 

Os seis novos empreendimentos são os seguintes:

  • Empreendimento Valrio, junto ao Parque das Nações, em Lisboa, com 155 habitações de tipologias T1 a T4 e preços desde 204.000 euros;
  • Empreendimento Oásis 28, situado na zona do Saldanha, Lisboa, com 61 apartamentos de tipologias T0 a T4 e preços desde 260.000 euros;
  • Empreendimento 200 Two Hundred, no Campo Grande, Lisboa, com 55 habitações de tipologias T1 a T4 e preços desde 420.000 euros; 
  • Empreendimento Varino 02, no Campo Pequeno, Lisboa, com 31 apartamentos de tipologias T1 a T4 e preços desde 370.000 euros; 
  • Empreendimento Páteo das Amoreiras, em Lisboa, com quatro apartamentos de tipologias T1 a T2 e preços desde 270.000 euros; 
  • Empreendimento Mangues, em São Martinho do Porto, com seis apartamentos de tipologias T1 a T4 e preços desde 190.000 euros. 

JPS Group lança dois empreendimentos: um para famílias de classe média e outro de luxo

Também a a JPS Group, um dos primeiros promotores a regressar à construção de habitação nova para famílias portuguesas, vai aproveitar o SIL para fazer o pré-lançamento de dois novos empreendimentos: o Green Valley Oeiras Residence e o Lapa River.

O primeiro, em Oeiras, enquadra-se no perfil típico de clientes JPS Group, as famílias portuguesas de classe média e média alta, sendo um projeto com preocupações ecológicas e baseado no conceito do co-living e coworking.

Já o segundo, um produto de luxo máximo no centro de Lisboa, é mais direccionado para investidores que procurem a rentabilidade, clientes Golden Visa e para os clientes de alta gama, no centro. Terá várias comodidades e avanços tecnológicos, estando inserido num pequeno condomínio com piscina.