Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

SOLYD já investiu 680 milhões no imobiliário português e anda à procura de novas oportunidades

Da adaptação da oferta à nova procura, à aposta além de Lisboa e em novos setores. Tudo sobre os novos projetos da promotora em entrevista ao idealista/news.

Life Altear / Gonçalo Cadete, Managing Partner da SOLYD /
Life Altear / Gonçalo Cadete, Managing Partner da SOLYD /
Autor: Vanessa Sousa

SOLYD Property Developers chegou ao mercado imobiliário português há apenas seis anos e não o deixou indiferente. Contam-se já 30 imóveis – entre edifícios e terrenos – que a promotora com raízes nacionais já adquiriu e tem vindo a desenvolver na Grande Lisboa e em Setúbal. O investimento acumulado da SOLYD já ascende aos 680 milhões de euros. E como é que começou esta viagem que veio colocar no mercado 1.500 novos apartamentos e 60 lojas?

Foi num momento em que a economia nacional começava a reerguer-se da anterior crise financeira, que assolou o país entre 2010 e 2014, que surgiu a SOLYD. O ambiente era propício ao crescimento: o turismo em Portugal estava a ganhar força e, por essa altura, surgiram também programas de atração de estrangeiros, como o Golden Visa. “Esta conjuntura, aliada à existência de incentivos à reabilitação urbana, perspetivava boas oportunidades de promoção imobiliária, nomeadamente em projetos residenciais e turísticos (alojamento local), de reabilitação urbana,” explica Gonçalo Cadete, Managing Partner da SOLYD, em entrevista por escrito ao idealista/news. Foi neste contexto que, em 2015, nasceu a SOLYD, uma promotora imobiliária que veio combinar o conhecimento do mercado português da Estoril Capital Partners, com os recursos e a experiência a nível mundial do European Principal Group da Oaktree Capital Management.

Os primeiros passos da empresa foram dados na área da reabilitação urbana residencial, em Lisboa e no Estoril, dirigida aos segmentos mais elevados de mercado, tanto nacionais como estrangeiros. Foi a partir de 2017 que a promotora começou a desenvolver projetos residenciais de construção nova, dirigidos maioritariamente aos segmentos médio e médio-alto nacionais, área em que “se verificava um enorme défice de produto qualificado”, segundo refere o responsável da SOLYD na mesma entrevista.

E, assim, surgiram vários projetos que a promotora tem hoje em carteira em Lisboa (Lumiar, Olivais), Oeiras (Miraflores) e em Setúbal. Em destaque está o Contreiras Palace e o Graça Residences, porque “contribuíram decisivamente para o movimento de regeneração da capital”, realçando “a história e o legado arquitetónico destes edifícios”, tal como sublinha Gonçalo Cadete.

Graça Residences /  SOLYD Property Developers
Graça Residences / SOLYD Property Developers

Pandemia muda procura e oferta

A pandemia da Covid-19 veio trazer oportunidades e desafios ao mercado imobiliário. E já foram detetadas mudanças nas preferências da procura, sobretudo, pelas famílias portuguesas. “Os sucessivos períodos de confinamento resultaram numa maior procura de habitações que beneficiem de espaços amplos e generosas áreas exteriores, como jardins, varandas ou terraços, e, quando possível, inseridas em condomínios com oferta de espaços de lazer, como ginásios e piscinas”, descreve ainda o mananing partner da promotora, que sobre as localizações das habitações diz que as famílias procuram hoje uma “maior harmonia com a natureza, através da maior proximidade a parques ou à orla costeira”, analisa o responsável, confirmando uma tendência sublinhada por outros agentes e dados do setor, ao longo dos últimos meses.

A Solyd não ficou indiferente a este “movimento de alteração das preferências” e decidiu avançar com o desenho de projetos imobiliários residenciais “totalmente adaptadas às novas necessidades”, refere. O exemplo mais gritante destas adaptações é o projeto Altear, situado na Alta de Lisboa (Lumiar), e já iniciado em 2019, que assume um investimento global de 200 milhões de euros. “O nosso objetivo foi valorizar aquele território, desenvolvendo dez edifícios residenciais com generosos vãos e varandas, equipados com ginásios, piscinas, salas multiusos, lounges, jardins privativos e parques infantis, entre outras infraestruturas de apoio”, explica Gonçalo Cadete, referindo ainda que os critérios sustentáveis são hoje mais valorizados pela procura.

Life Altear /  SOLYD Property Developers
Life Altear / SOLYD Property Developers

À procura de oportunidades fora da “caixa”

Com a retoma da economia prevista para 2021, Gonçalo Cadete acredita que vai ser possível “lançar novos produtos no mercado, ajustados às necessidades dos compradores e utilizadores, e alinhados com as novas tendências que se acentuaram com a pandemia”.

Além dos vários projetos que a promotora imobiliária tem hoje em desenvolvimento, “continuamos em busca de novas oportunidades, tanto na Área Metropolitana de Lisboa, como em outros mercados, nomeadamente no Grande Porto”, refere ainda o mananging partner da SOLYD. E estas oportunidades não se centram apenas na área 'build-to-sell', já que “existe uma forte aposta no desenvolvimento de projetos especificamente concebidos para arrendamento residencial de longo-prazo ('build-to-rent'), refere ainda. Um exemplo é a construção de um projeto-piloto residencial para arrendamento que irá integrar o projeto Altear. Este novo empreendimento vai contribuir para a “diversificação da oferta, numa localização que irá contar igualmente com residências de estudantes e 'co-living'”, avança o diretivo.

A par do residencial, a Solyd está a desenvolver o seu primeiro projeto de escritórios, já totalmente adaptado às exigências do mundo pós-Covid-19, e está também a estudar a sua entrada no segmento turístico. Uma novidade no mercado é também “um projeto multiusos de referência e de grande dimensão, que virá seguramente revolucionar a zona de Miraflores e proporcionar um estilo de vida saudável, na simbiose entre trabalho e lazer, mas também mais sustentável e ecológico”, avança Gonçalo Cadete, dando nota de que o seu lançamento está para breve.

Miraflores Park /  SOLYD Property Developers
Miraflores Park / SOLYD Property Developers
Qual foi o trajeto da SOLYD até aqui? Quais são as características dos seus projetos em destaque? Quais os efeitos da pandemia na promotora? O que guarda para o futuro? As respostas a todas as estas questões foram respondidas por Gonçalo Cadete, Managing Partner da SOLYD, na entrevista que reproduzimos agora.

Qual foi o principal objetivo da criação da Solyd em 2015? Veio responder a uma necessidade da procura? 

A SOLYD Property Developers nasceu em 2015, em resultado de uma parceria entre o European Principal Group da Oaktree Capital Management e a Estoril Capital Partners. A ambição da SOLYD, que até fevereiro de 2019 operou com a marca Estoril Real Estate, foi, desde o início, afirmar-se como um promotor imobiliário de referência no mercado em Portugal.

Num primeiro momento, focámo-nos em projetos de reabilitação urbana residencial, em Lisboa e no Estoril, dirigidos aos segmentos mais elevados de mercado, tanto nacionais como estrangeiros, contribuindo ativamente para o movimento de requalificação e recuperação do património urbano. A partir de 2017, apostámos igualmente no desenvolvimento de projetos residenciais de construção nova dirigidos maioritariamente aos segmentos médio e médio-alto nacionais. Segmentos onde se verificava um enorme défice de produto qualificado. Nesse sentido, apostámos em constituir uma reserva de terrenos de dimensão apreciável em Lisboa (Lumiar e Olivais), Oeiras (Miraflores) e Setúbal, que temos vindo a desenvolver. E continuamos em busca de novas oportunidades, tanto na Área Metropolitana de Lisboa, como em outros mercados, nomeadamente no Grande Porto.

A SOLYD tem vindo igualmente a evoluir não só em termos de segmentos de foco nos projetos residenciais para venda ('build-to-sell'), mas também em termos de produtos. Nesse sentido, existe uma forte aposta no desenvolvimento de projetos especificamente concebidos para arrendamento residencial de longo-prazo ('build-to-rent'). E estamos também a desenvolver o nosso primeiro projeto de escritórios, já totalmente adaptado às exigências do mundo pós-COVID. E a estudar a entrada em projetos turísticos selecionados.

Villa Unika /  SOLYD Property Developers
Villa Unika / SOLYD Property Developers
Como surgiu a ideia de criar uma parceria entre a Estoril Capital Partners e a Oaktree Capital Management? Como tem sido trabalhar em conjunto durante estes anos? 

Nasceu da vontade de combinar o profundo conhecimento do mercado português com os recursos e experiência de um investidor de referência mundial, para construir uma plataforma de investimento líder em Portugal.

De facto, a equipa da Estoril Capital Partners possuía uma experiência comprovada de investimentos em múltiplos setores em Portugal, nomeadamente em promoção imobiliária. Por outro lado, o European Principal Group da Oaktree tinha uma vasta experiência na criação de diferentes plataformas operacionais imobiliárias, nomeadamente promoção imobiliária residencial, de escritórios e de 'retail parks', residências para estudantes, residências para seniores, 'serviced apartments e co-living', hotelaria, logística e financiamento de promoção imobiliária.

Desde 2015, no âmbito desta parceria, a SOLYD adquiriu e tem vindo a desenvolver mais de 30 edifícios/lotes localizados em Lisboa, Cascais, Oeiras e Setúbal, num investimento total de aproximadamente 680 milhões de euros. Estes projetos correspondem a cerca de 1.500 apartamentos (dos quais mais 600 já vendidos) e mais de 60 lojas, num total de 360.000 m2 de Área Bruta de Construção (residencial e retalho).

De referir que, paralelamente à SOLYD, foram realizados outros investimentos no âmbito da parceria, nomeadamente numa plataforma líder de alojamento local em Lisboa ('Hello Lisbon Serviced Apartments'), entretanto desinvestida. E na aquisição de um hospital em operação, em conjunto com o investidor especializado em ativos de saúde Healthcare Activos.

Consideramos que esta tem sido uma parceria muito positiva, com as metas iniciais a que em conjunto nos propusemos a serem plenamente atingidas. A equipa local da Estoril Capital Partners tem contado com o apoio incondicional da Oaktree no desenvolvimento da SOLYD, como aliás atestam os elevados recursos mobilizados para o projeto. Ambas as entidades têm vindo a reafirmar o seu compromisso e entusiasmo com o desenvolvimento futuro da SOLYD.

A SOLYD adquiriu e tem vindo a desenvolver mais de 30 edifícios/lotes localizados em Lisboa, Cascais, Oeiras e Setúbal, num investimento total de aproximadamente 680 milhões de euros.

Dos mais de 30 edifícios desenvolvidos e em desenvolvimento pela Solyd na Grande Lisboa, qual o empreendimento residencial que destaca? Porquê? 

O Contreiras Palace e o Graça Residences são, sem dúvida, dois dos nossos grandes projetos na cidade de Lisboa, porque contribuíram decisivamente para o movimento de regeneração da capital. Mas, principalmente, porque cada um deles oferece características únicas, que realçam a história e o legado arquitetónico destes edifícios, e afirmam a sua posição de destaque nos respetivos bairros do Príncipe Real e da Graça.

No caso do Contreiras Palace, recuperámos um palacete do século XIX com quatro frentes, localizado numa das zonas mais nobres do Príncipe Real. Com este projeto da Arquiteta Cristina Rocheta, da CPU Consultores, procurámos fazer renascer este palacete com um toque de modernidade, erguendo 11 apartamentos exclusivos e um espaço comercial, mas mantendo intacta a traça exterior com os respetivos pormenores de época, e recuperando de forma minuciosa detalhes que o tornam único, como os murais e os estuques esculpidos e pinturas que ornamentam os tetos, bem como recuperando inúmeros elementos originais como as portas e portadas.

O Graça Residences foi também um projeto emblemático na cidade, que não deixa ninguém indiferente. Com este projeto da autoria do Arquiteto Frederico Valsassina, quisemos devolver a vida a um conjunto de edifícios em ruína, num dos pontos mais visíveis do bairro da Graça. Os 46 novos apartamentos e 3 espaços comerciais, organizados em quatro blocos e enquadrados por um generoso jardim, beneficiam de uma vista panorâmica sublime sobre Lisboa. O Graça Residences alia contemporaneidade e tradição, num projeto de exceção, que valoriza e requalifica uma das principais portas de acesso de um dos mais típicos bairros alfacinhas.

Graça Residences /  SOLYD Property Developers
Graça Residences / SOLYD Property Developers

Os sucessivos períodos de confinamento resultaram numa maior procura de habitações que beneficiem de espaços amplos e generosas áreas exteriores.

Como descreve o negócio da SOLYD no último ano marcado pela pandemia da Covid-19? E o mercado onde se insere? 

A pandemia, apesar dos desafios colocados à sociedade e à economia, veio oferecer oportunidades e desafios ao mercado imobiliário, reforçando a centralidade das habitações enquanto local de vivência, trabalho e lazer.

E o movimento de alteração das preferências que se tem vindo a registar, nomeadamente das famílias portuguesas, exacerbado pela pandemia de Covid-19, tem vindo a ser integralmente acompanhado pela SOLYD, com o desenvolvimento de projetos imobiliários residenciais totalmente adaptadas às novas necessidades.

O exemplo mais paradigmático é o ALTEAR. Trata-se de um projeto residencial de grande escala situado na Alta de Lisboa, no Lumiar, iniciado em 2019. O nosso objetivo foi valorizar aquele território, desenvolvendo 10 edifícios residenciais com generosos vãos e varandas, equipados com ginásios, piscinas, salas multiusos, lounges, jardins privativos e parques infantis, entre outras infraestruturas de apoio. Sempre com uma grande preocupação ambiental, com certificação energética de classe A, aposta na sustentabilidade, eficiência energética e utilização de materiais recicláveis. 

Lago Altear /  SOLYD Property Developers
Lago Altear / SOLYD Property Developers

A pandemia veio afetar de algum modo a atividade da promotora? Se sim, a que nível? 

Ao longo deste último ano, acompanhámos de perto todos os desenvolvimentos e recomendações das autoridades nacionais de saúde e segurança. E, nesse sentido, procedemos proativamente à adoção de um conjunto de medidas de contingência, que passou por garantir a proteção dos nossos clientes, colaboradores e das suas famílias.

Em março de 2020, decidimos que todos os nossos profissionais entrariam em regime de teletrabalho, sendo que continuaríamos a assegurar o funcionamento dos nossos serviços e a rápida resposta a todos os nossos clientes e demais parceiros. Ao mesmo tempo, em estreita colaboração com os nossos parceiros de construção, assegurámos que todas as medidas foram tomadas nas obras, no sentido de garantir a segurança e saúde dos trabalhadores. (…)  Procedeu-se ao encerramento dos stands de vendas e andares modelo, passando para um regime de visita mediante marcação.

Podemos afirmar que as medidas tomadas permitiram atingir com pleno sucesso este objetivo primordial, e, ao mesmo tempo, assegurar níveis de operacionalidade e desempenho elevados. Nos projetos que já estavam em curso, como foi o caso do Graça Residences, Lago ALTEAR e VALRIO (em parceria coma Habitat Invest), aplicámos em obra todos os procedimentos de segurança por forma a garantir a continuidade dos trabalhos. Inclusivamente, o Graça Residences ficou concluído em março 2020.

O mesmo aconteceu em termos de comercialização. No Graça Residences, a colocação dos apartamentos e lojas foi muito positiva, existindo atualmente apenas um último apartamento (T3 Duplex) para venda. A comercialização do ALTEAR no seu todo tem sido igualmente um retumbante sucesso, mesmo neste contexto de pandemia. Os números (...) permitem afirmar que, existindo produto de elevada qualidade e alinhado com as necessidades do mercado, é possível ter um desempenho positivo ainda que num contexto caracterizado por uma maior incerteza.

Parque Altear /  SOLYD Property Developers
Parque Altear / SOLYD Property Developers
Quais são os projetos que a Solyd tem hoje em carteira? Fale-nos um pouco sobre eles. 

Atualmente, nos projetos em comercialização, estamos focados no desenvolvimento do projeto ALTEAR, com a construção e comercialização de 5 dos 10 edifícios (Lago ALTEAR A e B, Life ALTEAR, Vista ALTEAR e Parque ALTEAR). Este projeto conta com uma área total de construção superior a 120.000 m2 e representa um investimento global de cerca de 200 milhões de euros. É um projeto muito relevante dentro do nosso portefólio, que aposta no desenvolvimento de uma nova centralidade na Alta de Lisboa, no Lumiar.

Junto ao Parque das Nações, estamos também a comercializar as últimas unidades do projeto VALRIO, um empreendimento desenvolvido em parceria com a Habitat Invest e que está em fase final de construção e comercialização. São 155 apartamentos e 2 lojas, dos quais 95% já colocados, com uma área total de construção de mais de 28.000 m2 e um investimento global acima de 50 milhões de euros. Trata-se de um projeto de referência desenvolvido pela Saraiva + Associados.  

Valrio /  SOLYD Property Developers
Valrio / SOLYD Property Developers
Finalmente, lançámos no final de abril, o Miraflores Park, um projeto de reabilitação que vem oferecer 34 novos apartamentos T1 a T4 em Miraflores, para que as famílias possam respirar tranquilidade e conforto, e estar em perfeita simbiose com a natureza. A arquitetura moderna, da autoria do Arquiteto João Pedras, do atelier Metro Urbe, oferece vistas espetaculares para o Parque Florestal de Monsanto e o Rio Tejo. Encontram-se neste momento colocados mais de 20% dos apartamentos, num projeto com uma área total de cerca de 7.700 m2.

Que objetivos tem a promotora para 2021? E para o médio prazo? Expandir a atividade além da Grande Lisboa está nos planos da Solyd? 

Acreditamos que o ano de 2021 nos vai permitir lançar novos produtos no mercado, ajustados às necessidades dos compradores e utilizadores, e alinhados com as novas tendências que se acentuaram com a pandemia. Estamos confiantes na retoma da economia e no papel que o setor imobiliário terá neste movimento, e permanecemos sempre atentos a novas oportunidades de investimento, não só na Grande Lisboa, como em todo o país.

Iremos iniciar a construção de um projeto-piloto residencial para arrendamento.

Estamos a preparar novos lançamentos no projeto ALTEAR, na Alta de Lisboa, com novas identidades, características e funcionalidades, que irão reforçar o desenvolvimento e afirmação desta nova centralidade em Lisboa. Além do reforço dos projetos residenciais para venda, iremos iniciar a construção de um projeto-piloto residencial para arrendamento, contribuindo para a diversificação da oferta, numa localização que irá contar igualmente com residências de estudantes e 'co-living'. Será certamente uma das áreas de Lisboa com maior diversidade de tipologias de oferta, e com infraestruturas ímpares, entre acessibilidades, transportes, parques, escolas e comércio.

Este ano será marcado pela forte aposta que a SOLYD irá fazer em Miraflores. (...) Para além do Miraflores Park, projeto de menor dimensão lançado em abril, contamos anunciar muito em breve, o lançamento de um novo projeto multiusos de referência e de grande dimensão, que virá seguramente revolucionar a zona de Miraflores e proporcionar um estilo de vida saudável, na simbiose entre trabalho e lazer, mas também mais sustentável e ecológico, alinhado com as necessidades contemporâneas de equilíbrio, nesta localização de excelência.

Iniciámos, entretanto, a construção de um projeto no Estoril, o Villa Unika, um condomínio 'premium' que trará 16 apartamentos muito exclusivos localizados junto à Avenida Marginal, com vistas deslumbrantes sobre o mar. Para além dos apartamentos com tipologias T3 a T6 Duplex, com acabamentos de luxo, vãos de grandes dimensões e generosas varandas e terraços - e nalguns casos jardins privativos com piscina - o condomínio oferece um jardim de grandes dimensões, piscina de horizonte infinito virada para o mar, e um Spa exclusivo com sauna, banho turco, piscina interior e ginásio totalmente equipado. Será certamente um dos projetos de referência da costa do Estoril, que prevemos lançar oficialmente muito em breve, assim que as condições permitam a viagem dos muitos interessados estrangeiros que temos.  

Villa Unika /  SOLYD Property Developers
Villa Unika / SOLYD Property Developers
Finalmente, em Setúbal, estamos a desenvolver um projeto de excelência na cidade, que irá oferecer 92 apartamentos com vistas magníficas sobre a Península de Troia, a pitoresca cidade de Setúbal e a Serra da Arrábida. O projeto será uma referência na requalificação do Bairro das Fontaínhas, através da preservação de elementos do património histórico industrial da cidade, associados à indústria conserveira, paredes meias com o Jardim Camilo Castelo Branco.

A SOLYD quer continuar a afirmar-se como um promotor líder no mercado imobiliário em Portugal, com diferentes produtos e servindo diferentes segmentos, num mundo em constante (r)evolução. Vemos como natural a expansão para outros mercados para além da Grande Lisboa. Queremos continuar a proporcionar uma qualidade de vida ímpar a quem vive, trabalha ou até passa férias nos nossos projetos residenciais, de escritórios e, no futuro, turísticos.