Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Construtoras apostam cada vez mais na internacionalização

Desde 2000 que o setor tem vindo a incrementar a sua presença no exterior.
Autor: Redação

Reis Campos, presidente da Confederação Portuguesa da Construção e Imobiliário (CPCI), não tem dúvidas: as construtoras nacionais apostam cada vez mais nos mercados estrangeiros. Segundo o responsável, desde 2000 que o setor tem vindo a incrementar a sua presença no exterior, registando-se uma “assinalável taxa de crescimento médio anual de 29,8%”.

A liderar as exportações encontra-se a construtora Zagope, mas grandes empresas como a Mota-Engil, a Teixeira Duarte e a Soares da Costa, por exemplo, integram também o ranking das 100 maiores exportadoras nacionais.  

“Esta realidade demonstra bem a aposta nos mercados externos, como forma de superar os constrangimentos que internamente o setor enfrenta e o sucesso que tem vindo a alcançar”, disse Reis Campos, em declarações ao Diário Económico. O líder da CPCI adiantou que este sucesso deve-se ao facto de, em muitos casos, “a internacionalização ser perspetivada numa lógica de parceria, como complemento das competências empresariais”.

Os países africanos são os mercados preferenciais, representando 62% das escolhas das empresas portuguesas nesse continente. Angola surge no topo da lista, assegurando “metade desse valor”, adiantou Reis Campos.