Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Pagamentos

Últimas notícias sobre "Pagamentos" publicadas em idealista.pt/news

Maioria dos portugueses prefere pagar com dinheiro

A maioria dos pagamentos em Portugal é feito a dinheiro. Esta é uma das principais conclusões a retirar do estudo “Custos sociais dos instrumentos de pagamento de retalho em Portugal”, que o Banco de Portugal (BdP) divulga esta segunda-feira (28 de janeiro de 2019).

Notícia sobre:

Os cuidados a ter na hora de pagar por débito direto

Os portugueses recorrem cada vez mais aos débitos diretos para fazer pagamentos regulares, como os empréstimos à habitação, rendas da casa, contas da água, luz, gás e telecomunicações, seguros ou quotas. Mas há cuidados a ter. O Banco de Portugal identificou sete pontos chave na hora de pagar por débito direto que te recordamos agora.

Notícia sobre:

Pagamentos em dinheiro acima de 3.000 euros proibidos a partir de amanhã

A partir desta quarta-feira (23 de agosto) passa a ser proibido a um residente em Portugal fazer pagamentos em dinheiro vivo num valor igual ou superior a 3.000 euros, ficando sujeito a uma multa que vai dos 180 aos 4.500 euros. No caso dos particulares não residentes, o limite fica nos 10.000 euros.

Notícia sobre:

Proibido pagar em dinheiro mais de 3 mil euros

A partir de agora, todos os pagamentos acima de três mil euros já não poderão ser feitos em dinheiro, sejam moedas ou notas. O Parlamento aprovou esta quarta-feira uma lei que determina esta proibição, com base em projetos do PSD e do Blco de Esquerda. O texto final da lei foi votado favoravelmente por todos os partidos, excepto o PAN e o CDS-PP.

Notícia sobre:

Queres receber subsídios por inteiro e dizer não aos duodécimos? Tens até 6f para avisar a tua empresa

Trabalhas no setor privado e o teu objetivo é receberes um total de 14 pagamentos de salário por ano, incluíndo os subsídios de férias e Natal? Atenção que para isso aconteça e não se apliquem duodémicos sobre esses dois vencimentos extra terás de avisar a empresa para que trabalhas até ao próximo dia 6 de janeiro, ou seja, esta sexta-feira.

Notícia sobre:

Sabias que por ano pagas 258 euros para usar dinheiro?

Por utilizares o dinheiro, em diferentes formas de pagamento, tens um custo anual médio de 258 euros. Somando notas e moedas, cheques, cartões, débitos diretos e transferências bancárias, o custo social do dinheiro equivale a 1,6% do Produto Interno Bruto (PIB), ou seja, um total de 2,7 mil milhões de euros, em compras, vendas e outras transações.

Notícia sobre:

Quem tem dívidas à Segurança Social pode pagá-las em 150 prestações

O Governo aprovou alterações legislativas para flexibilizar o pagamento de dívidas à Segurança Social (SS) e assim aumentar a taxa de cumprimento dos acordos com particulares e empresas. “Por um lado, reduz-se o limite mínimo para acesso a celebração de acordos entre 60 e 150 prestações e, por outro lado, no caso de pagamento voluntário, consagra-se a possibilidade de alargar o número de prestações até 12, mediante a verificação de um valor mínimo de dívida”, lê-se no comunicado do Conselho de Ministros.

Notícia sobre:

Trocado por miúdos: Sabes que podes utilizar o cartão de crédito sem custos?

Sabias que os cartões de crédito são dos principais motivos para situações de descontrolo financeiro? Mas não tem de ser assim! Deixamos aqui algumas ideias para que utilizes o teu cartão de crédito sem qualquer custo adicional. Artigo escrito para o idealista/news, no âmbito da rubrica “Trocado por Miúdos”, por João Raposo, partner da Reorganiza.

Notícia sobre:

Impostos: sabes quanto vais pagar de selo do carro e ISV este ano?

Atenção porque em 2016 as taxas do Imposto Único de Circulação (IUC) e do Imposto Sobre Veículos (ISV) vão ser revistas em alta, no âmbito da proposta do Orçamento do Estado (OE) para este ano. Isto fará com que o custo final de ter um carro em Portugal seja mais caro.

Notícia sobre:

Transferências bancárias: o que vai mudar a partir de segunda-feira?

É no dia 1 de fevereiro que entram em vigor as novas regras que determinam a substituição do NIB (número de identificação bancária) pelo IBAN (código internacional de identificação de conta bancária) em todas as transferências bancárias, nacionais ou internacionais. Mas, atenção, porque o NIB vai continuar a funcionar na rede multibanco.

Notícia sobre: