Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

há cada vez mais endividados sem rendimentos a pedir ajuda à deco

o desemprego é a principal causa de sobreendividamento
Autor: Redação

os pedidos de ajuda à deco de pessoas sobreendividadas continuam a subir, somando 7.871 casos até março, mas o número de processos abertos diminuiu. o número de pessoas que recorrem ao gabinete de apoio ao sobre-endividado (gas) da deco aumentou 4%, mas o volume de processos abertos – nos quais é possível negociar junto dos credores um novo plano e pagamentos – recuou, porque surgem cada vez mais casos em que o subsídio de desemprego já se esgotou e não sobra mais nenhum rendimento para fazer face à reestruturação de créditos

de acordo com o dinheiro vivo, neste tipo de situações é prestada informação e apoio aos sobreendividados, mas não há possibilidade de iniciar um processo. é por este factor que, no primeiro trimestre deste ano, o gas “apenas” abriu 1.198 processos, menos 12% face aos 1.376 iniciados no mesmo período do ano passado

o desemprego é a principal causa de sobreendividamento e motivou 431 dos processos de ajuda abertos pelo gas no primeiro trimestre, havendo cada vez mais casos em que ambos os elementos do casal estão desempregados