Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Governo aposta no arrendamento e na reabilitação

Reabilitar para arrendar é uma das apostas do Executivo.
Autor: Redação

Arrendamento e reabilitação urbana são assuntos que estão na ordem no dia em Portugal. O próprio Governo já assumiu, através de Jorge Moreira da Silva, ministro do Ambiente, do Ordenamento do Território e da Energia, que a reabilitação é uma prioridade. Segundo o governante, o Executivo lançará em breve uma segunda fase de candidaturas para projetos de reabilitação urbana destinados ao arrendamento. Uma aposta a seguir no futuro.

De acordo com o Diário Económico, o Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU) vai lançar um programa de financiamento a obras de reabilitação que podem atingir 80% do total de custos, desde que os imóveis sejam arrendados a rendas condicionadas.  

Também as Sociedades de Reabilitação Urbana (SRU), que têm capital público e privado, já perceberam que o grande mercado da reabilitação é o arrendamento. Entidades como a Santa Casa da Misericórdia, por exemplo, também estão a recuperar o edificado para o colocar no mercado de arrendamento.  

No debate na especialidade do Orçamento do Estado para 2014, Jorge Moreira da Silva alertou, no entanto, que apesar de se dever continuar a apostar na requalificação, é importante “não confundir reabilitação urbana com reabilitação de charme ou de luxo”.