Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Renda Segura em Lisboa: programa recebeu 177 candidaturas e 45 imóveis são de AL

Das 177 candidaturas concluídas para arrendamento, 45 são provenientes do Alojamento Local (AL) e 83 referentes a habitações mobiladas.

Photo by Anna Dziubinska on Unsplash
Photo by Anna Dziubinska on Unsplash
Autor: Redação

A primeira fase de candidaturas do Programa Renda Segura terminou sexta-feira, 3 de julho de 2020, e recebeu 177 candidaturas de proprietários interessados em arrendar os seus  imóveis à Câmara Municipal de Lisboa (CML). Das 177 casas, já foi feita a vistoria a 78 e estão agendadas mais 45. Depois da negociação de renda, que já foi feita com mais de 60 proprietários, a próxima fase é a conclusão dos contratos com os proprietários para colocar estes fogos no próximo Programa de Renda Acessível (PRA). No total, a iniciativa tem já 338 imóveis inscritos.

O Renda Segura, que permite aos proprietários privados arrendar as suas casas à autarquia que depois irá arrendá-los a preços mais baixos, recebeu entre 18 de maio e 3 de julho 338 registos de imóveis, vindos de 188 proprietários diferentes. Desse universo resultaram 177 candidaturas concluídas para arrendamento: 45 provenientes do Alojamento Local (AL) e 83 referentes a habitações mobiladas.

Nesta primeira fase do programa foram apresentadas candidaturas de imóveis em todas as 24 freguesias da cidade, com especial incidência em Santa Maria Maior (21 imóveis), São Vicente (21), Ajuda (13) e Arroios, Beato e Penha de França (10 cada freguesia). Em termos de tipologia dos 177 imóveis a arrendar, a maioria são T2, com 72 casas, seguindo-se T1, com 42 habitações, T3 (36), T0 (15), T4 (11) e T5 (01), segundo os dados avançados pela CML. Em média, os proprietários propuseram à autarquia uma renda de 723 euros.

O objetivo da CML é que estas 177 casas sejam incorporadas já no próximo concurso de Renda Acessível que deve decorrer ainda durante este mês. Segundo as regras desta iniciativa, os inquilinos não podem pagar uma renda superior a 30% do seu rendimento mensal líquido.