Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

The One – novo projeto residencial em Lisboa já tem casas à venda

Das 65 casas à venda, a mais barata custa 395.000 euros e a mais cara pode chegar aos 1.600.000 euros.

Casas do The One estão a ser vendidas
JLL
Autor: Redação

O The One vai trazer à cidade de Lisboa 65 novos apartamentos, que já estão a ser comercializados. Situado no coração da capital, em plena Avenida João XXI, este projeto residencial tem a assinatura do arquiteto Eduardo Souto de Moura e está a ser promovido pela Kronos Homes. A casa mais barata custa 395.000 euros e a mais cara pode mesmo chegar aos 1.600.000 euros.

A comercialização destas novas casas começou esta terça-feira, dia 6 de julho de 2021, e está sob alçada da JLL. Trata-se de apartamentos de tipologias T1, T2 e T3, com áreas entre os 50 e os 173 metros quadrados, que têm acesso a um ginásio e um jardim, descreve a consultora em comunicado. De acordo com a página da própria JLL, à data de publicação da informação já havia cinco apartamentos vendidos e 14 reservados.

Casas do The One estão a ser vendidas
JLL
Este complexo residencial - vai custar cerca de 40 milhões de euros - foi pensado tanto para portugueses como para estrangeiros. “Com uma oferta variada e áreas médias bem acima do normal, este é um projeto residencial com características ideais para as famílias portuguesas no centro de Lisboa”, comenta Patrícia Barão, Head of Residential da JLL, que acrescenta, ainda, que “se trata de um projeto com potencial também para compradores internacionais, sobretudo numa perspetiva de investimento”.

O The One é o segundo projeto residencial da espanhola Kronos Homes em Lisboa e, para Rui Meneses Ferreira, sócio da promotora em Portugal, “é o lugar para quem quer ter mais tempo, mais espaço e estar mais perto do melhor que Lisboa tem para oferecer”, disse na mesma publicação. Além da componente residencial, o The One conta também com uma área comercial que será composta por quatro lojas.

Foi em 2018 que a promotora espanhola Kronos Homes entrou no mercado português. De lá para cá, já investiu cerca de 400 milhões de euros no país. Outro projeto residencial que tem na calha chama-se Distrikt e está a nascer no Parque das Nações, também em Lisboa. O investimento neste projeto supera os 120 milhões de euros.