Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Venda de casas de luxo em alta com a pandemia

Relatório da Berkshire Hathaway HomeServices aponta para a existência de um baixo stock de imóveis, o que faz disparar os preços.

Venda de casas de luxo em alta na pandemia
Foto de Jonathan Borba no Pexels
Autor: Redação

Os desafios trazidos pela pandemia da Covid-19 não afetaram negativamente o mercado imobiliário. Pelo contrário, as vendas de imóveis estão a crescer em todo o mundo e não se registou uma desaceleração na compra de imóveis, com os investidores em casas de luxo a liderar o mercado. Esta é uma das conclusões a retirar do relatório Global Luxury Landscape de 2021, desenvolvido pela Berkshire Hathaway HomeServices (BHHS), a rede imobiliária do multimilionário Warren Buffett

Segundo o estudo, devido à elevada procura por imóveis do segmento premium há um nível de imóveis em stock muito baixo, o que contribui para um aumento de preços em quase todo o mundo.

Destaque ainda para o facto de haver muitas pessoas que optaram por mudar de casa nos últimos meses, “sobretudo para novas áreas onde estão a redescobrir a proximidade da natureza e a privilegiar os espaços verdes”, refere a BHHS, em comunicado.  

“Verifica-se também que muitos proprietários optaram por passar mais tempo nas suas residências secundárias graças à flexibilidade proporcionada pelo teletrabalho”, lê-se na nota enviada às redações. 

Venda de casas de luxo em alta na pandemia
Foto de Vecislavas Popa no Pexels

E em Portugal, como está o mercado de luxo?

Citado no documento, César Santos, CEO da BHHS – Atlantic Portugal, confirma que em Portugal o interesse por moradias fora das cidades também tem crescido: “As pessoas começaram a compreender a importância de ter um espaço seguro ao ar livre, onde possam correr, passear e desfrutar o tempo em família com segurança e distância”. 

Entre as zonas mais procuradas pelos investidores/compradores estão o Algarve e a Comporta, sendo que em muitos casos trata-se de uma opção para habitação permanente, onde podem teletrabalhar. “O mercado do Algarve (…) tem cada vez maior procura por compradores que reavaliaram o seu estilo de vida. Muitas pessoas ficaram presas em casa durante a pandemia e perceberam que preferiam ficar presas ao sol, vivendo uma vida mais ao ar livre, trabalhando remotamente e com a praia à porta”, comenta, a este propósito, Michael Vincent, CEO da BHHS – Portugal Property.

Algarve na mira dos investidores

O responsável adianta, ainda, que o Algarve está a ser “invadido” por compradores internacionais, incluindo dos EUA, que tentam aproveitar o programa Golden Visa (vistos gold) antes das mudanças que se avizinham no final deste ano.

O estudo da BHHS conclui ainda que, em termos globais, está também a registar-se “um regresso às áreas metropolitanas, à medida que os compradores de casas de luxo voltam às cidades atraídos pelo ambiente cultural que se perdeu durante a pandemia”.

Venda de casas de luxo em alta na pandemia
Foto de Tom Sandroy no Pexels

Pandemia reforça importância da sustentabilidade

A importância da sustentabilidade também ganhou força com a pandemia, tanto que, de acordo com o relatório, “contribuiu para que as pessoas se concentrassem ainda mais no impacto que têm no ambiente”. “(…) As pessoas com maiores possibilidades económicas estão hoje mais sensíveis ao consumo responsável, tanto em termos de viagens, como de compras”, conclui a rede imobiliária de Warren Buffett.