Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Especiais

Lay-off simplificado termina este mês e o novo regime é mais flexível para as empresas

O lay-off simplificado, uma legislação criada pelo Governo para responder à crise causada pela pandemia da Covid-19, termina em julho, sendo depois substituído por um novo regime – o mecanismo de apoio à retoma progressiva –, que estará em vigor entre agosto e dezembro de 2020 e que só financia a modalidade de redução de horário (e não de suspensão de contrato), obrigando as empresas a um esforço financeiro adicional para atenuar os cortes salariais. O novo regime é, no entanto, bastante flexível em relação aos trabalhadores a abranger e aos períodos de adesão.

Notícia sobre:

Covid-19: sistema para abrir portas sem usar as mãos criado em Coimbra

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC) está a desenvolver um “dispositivo inovador” para permitir a abertura de portas sem usar as mãos e evitar contágios da covid-19, anunciou a instituição. Concebido “prioritariamente para hospitais e centros de saúde”, o novo mecanismo permitirá “a abertura de portas sem usar as mãos”, mas também se destina, naturalmente, a outros locais de grande afluência de pessoas, como, por exemplo, zonas comerciais, escolas, centros de dia ou lares de idosos.

Notícia sobre:

Como atrair investimento imobiliário para Portugal? Há um novo guia que explica

A segunda edição do guia “Real Estate Investors Roadmap” surge “num momento de incerteza”, devido à pandemia da Covid-19, dizem os responsáveis pelo lançamento do guia: a AICEP Portugal Global e a Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa (CCIP), que têm como parceiros a Associação Portuguesa de Promotores e Investidores Imobiliários (APPII), a consultora JLL e a sociedade de advogados Morais Leitão (ML). A resposta é dada, no entanto, com uma certeza, a de que o “mercado imobiliário terá sempre um papel extremamente relevante na recuperação e crescimento da economia”. 

Notícia sobre:

Suíça promove primeiro salão dedicado ao imobiliário e turismo português em setembro

A organização da primeira edição do Salão do Imobiliário, Investimento e Turismo Português na Suíça (SIITPS), a cargo da Câmara de Comércio da Indústria e Serviços Suíça-Portugal (CCISSP), decidiu manter o evento na agenda – irá realizar-se nos dias 18 e 19 de setembro de 2020, em Genebra –, “porque acredita que este momento, se bem aproveitado, será uma alavanca para o relançamento destes setores da economia portuguesa num mercado de excelência, com elevado poder económico”. Segundo a CCISSP, o evento só será transferido para as datas já definidas para a segunda edição de 2021 em último recurso, se o Governo suíço assim o exigir.

Notícia sobre:

Pedir Livro de Reclamações em tempos de pandemia? Conselhos para o usar de forma correta

Com o desconfinamento, muitos estabelecimentos voltaram a abrir portas ao público, mas há regras a ter em conta, de forma a manter o distanciamento social. Será que em tempos de pandemia de Covid-19 o uso do Livro de Reclamações continua a ser obrigatório? Fica a saber, desde já, que desde o dia 30 de maio que a disponibilização do Livro de Reclamações em formato físico voltou a ser obrigatória em Portugal, sempre que for solicitado pelo consumidor.

Notícia sobre:

Como melhorar a liquidez das empresas em tempos de pandemia? Estas dicas valem ouro

A pandemia tem vindo a obrigar as empresas a agir, de forma a “fintar” as consequências de uma crise que chegou sem aviso prévio. O setor empresarial enfrenta agora situações financeiras muito complicadas. É fundamental, por isso, tentar atenuar o impacto da Covid-19 nas contas e, paralelamente, melhorar a liquidez, considera Afonso Arnaldo, partner da divisão de Impostos Indiretos e de Direitos Aduaneiros em Portugal da Deloitte.

Notícia sobre:

Lay-off simplificado chega a 877 mil trabalhadores

São 877 mil os trabalhadores que estão em lay-off simplificado, uma legislação criada pelo Governo para responder à crise causada pela pandemia da Covid-19. Um número que corresponde a cerca de 25% da população ativa do setor privado, indicou a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, esta quarta-feira (8 de julho de 2020).

Notícia sobre: