Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Casas arrendadas

Últimas notícias sobre "Casas arrendadas" publicadas em idealista.pt/news

Foto de cottonbro no Pexels

Arrendar casa em Portugal: os 10 municípios mais caros e mais baratos

Notícia sobre:
Preços das casas para arrendar

Preço das casas para arrendar desceu 4,6% no último ano

Notícia sobre:

Como vender uma casa com inquilino

Notícia sobre:

Herdeiro de magnata russo vive num T2 arrendado por 500 euros/mês

Alexander Fridman é filho de Mikhail Fridman, a 11.ª pessoa mais rica da Rússia e herdeiro natural de uma fortuna de 13,7 mil milhões de dólares, segundo o Índice de Bilionários Bloomberg. Seria difícil pensar, que com este contexto, o jovem vive num apartamento T2 arrendado, em Moscovo, e pelo qual paga 500 euros por mês do seu bolso. Além disso, desloca-se de metro para o trabalho.

Notícia sobre:

Programa de Arrendamento Acessível em balanço: 20 contratos em dois meses

Lançado pelo governo, no início de julho, com o objetivo de dinamizar o mercado de arrendamento, o PAA conta com perto de oito mil inscritos na plataforma online e 135 habitações disponíveis.

Notícia sobre:

Rendas com subida estimada de 0,51% no próximo ano

Menos do que este ano, quando subiram 1,15%, as rendas deverão, no entanto, voltar a aumentar em 2020, no valor de 0,51%, tanto no meio urbano como rural. Isto caso se confirmem as estimativas da inflação dos últimos 12 meses até agosto, reveladas na sexta-feira passada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). As chamadas rendas antigas, anteriores a 1990, ficam isentas desta atualização, caso já tenham sido renegociadas.

Notícia sobre:

Obras e reparações num imóvel arrendado – de quem é a responsabilidade?

A necessidade de reparações nos imóveis e/ou equipamentos instalados no imóvel arrendado, suscita muitas vezes a dúvida sobre quem é responsável pelo pagamento das respetivas reparações: o senhorio ou o inquilino?

Notícia sobre:

Juros de empréstimos e desvalorização de imóveis fora das deduções de rendas

Na hora de prestar contas, os proprietários com casas arrendadas têm habitualmente dúvidas sobre que gastos podem, afinal, deduzir. Agora o Fisco veio esclarecer que as depreciações dos imóveis e os juros dos empréstimos contraídos para adquirir os imóveis estão fora deste âmbito e que apenas as despesas com os seguros são elegíveis para a determinação dos rendimentos prediais líquidos.

Notícia sobre: