Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Fuga ao fisco

O Fisco está a apertar o cerco ao mercado de arrendamento paralelo, tendo a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) identificado mais de 17.000 situações de rendas não declaradas.

Governo reforça medidas contra fuga ao Fisco e para sociedades cotadas em bolsa

O Governo aprovou um conjunto de diplomas de combate à fuga ao Fisco e para forçar maior transparência nas relações entre acionistas de sociedades cotadas em bolsa. O ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno, acredita estar perante "medidas muito significativas" que poderão contribuir para uma maior receita fiscal.

Notícia sobre:

IMPIC vai comunicar ao Fisco compra e venda de casas pagas em notas

Ainda que invulgar, há quem decida pagar parte de um imóvel em notas. Uma realidade pouco expressiva, mas com potencial de fraude. Assim, e para evitar “fugas ao Fisco”, o Instituto dos Mercados Públicos do Imobiliário e da Construção (IMPIC) vai passar a enviar à Autoridade Tributária (AT) a lista dos negócios que violem os novos tetos máximos fixados.

Notícia sobre:

Os truques de Trump para fugir aos impostos das suas propriedades

O polémico presidente dos EUA, Donald Trump, construiu a sua carreira de magnata do imobiliário esticando ao máximo a noção das palavras lei e regra fiscal. Na verdade, durante a campanha eleitoral de 2016, não era incomum ouvir Trump falar desses truques - de honra duvidosa para um candidato a Presidente. Mas a verdade é que o fez. Agora, decidiu declarar a penthouse de Manhattan (Nova Iorque) como primeira residência e colocar um rebanho de cabras num dos seus resorts mais luxuosos, tudo para obter benefícios fiscais.

Notícia sobre:

Ronaldo acusado de fugir aos impostos em Espanha

Cristiano Ronaldo acaba de ser acusado, secção de delitos económicos da Fiscalía Provincial de Madrid, por quatro delitos de fraude fiscal que terão sido cometidos pelo futebolista entre 2011 e 2014. O capitão da seleção portuguesa e jogador do Real Madrid, através do uso de paraísos fiscais, terá lesado o Estado espanhol num valor total de 14,76 milhões de euros.

Notícia sobre:

Apple também deve dinheiro de impostos a Portugal? Finanças vão investigar

Depois de três anos de investigações, a Comissão Europeia (CE) considera que a Apple beneficiou durante mais de uma década de largas vantagens fiscais ilegais na Irlanda. Bruxelas quer, por isso, obrigar o gigante tecnológico norte-americano a pagar, com efeitos retroativos e juros, todo o dinheiro que evadiu, num total de 13 mil milhões de euros. E Portugal agora está determinado a apurar se empresa da maçã também deve dinheiro de impostos no país e vai avançar com uma investigação local.

Notícia sobre:

Messi condenado a 21 meses de prisão preventiva por fraude fiscal

Lionel Messi, jogador do Barcelona que nos últimos anos disputou a Bola de Ouro com Cristiano Ronaldo, acaba de ser condenado juntamente com o seu pai a 21 meses de prisão suspensa por fraude fiscal. O futebolista argentino terá cometido crimes de evasão fiscal que lesaram o Fisco espanhol na ordem dos 4,1 milhões de euros, entre 2007 e 2009.

Notícia sobre:

Mota-Engil pagou seis milhões de euros para não ser acusada de fraude fiscal

O grupo Mota-Engil poderá ter beneficiado de uma suspensão provisória de um processo, movido por suspeitas de fraude qualificada, ao pagar mais de seis milhões de euros em impostos em falta. A construtora terá conseguido chegar a acordo para pagar o valor em duas prestações: a primeira, no valor de cerca de 3,1 milhões, deveria ter sido paga em maio enquanto a segunda deverá ser liquidada até final do ano.

Notícia sobre:

Casas para turistas: Governo reconhece que há grande fuga ao Fisco

O Governo reconhece que continua a haver uma grande fuga ao Fisco no que diz respeito ao arrendamento de casas a turistas em Portugal. Segundo a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, o Executivo está para já a ter uma postura flexível, mas mostra-se atento. Na calha está uma parceria com a plataforma Airbnb para acabar com os casos de arrendamento ilegal.

Notícia sobre:

PS reage ao Panamá Papers e limita pagamentos em dinheiro a máximo de 3 mil euros

Esta semana começa a ser discutido no Parlamento um pacote de várias medidas que visam reagir ao escândalo do Panamá Papers. O projeto de lei, de autoria dos socialistas, determina, por exemplo, que a partir de 2017 qualquer transação em dinheiro vivo tenha um limite máximo de 3.000 euros. E multas correspondentes a 25% do valor.

Notícia sobre:

McDonald's em Paris surpreendida pela Polícia com um "Unhappy Meal" que vale 75 milhões de euros

A McDonald´s é suspeita de ter reduzido ilegalmente a sua fatura fiscal, canalizando os lucros obtidos em França para o Luxemburgo, local da sede europeia da empresa norte-americana e onde os impostos são mais baixos. Os escritórios da companhia de fast-food em Paris foram alvo de buscas da polícia no âmbito da chamada "Operação Unhappy Meal", estando em causa uma fraude estimada em 75 milhões de euros por ano.

Notícia sobre: