Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Juros

Últimas notícias sobre "Juros" publicadas em idealista.pt/news

CGD baixa juros nos depósitos – deixa de pagar quando renderem menos de um euro

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) vai rever em baixa as taxas de juros dos depósitos poupança a partir do dia 1 de agosto – trata-se de uma quebra de 70% em relação às taxas em vigor. O banco público anunciou ainda que vai deixar de pagar juros sempre que o valor bruto for inferior a um euro, quer nos depósitos poupança quer nos depósitos a prazo.

Notícia sobre:

Juros na prestação da casa em máximos de três anos

Fevereiro ficou marcado por uma das subidas mais significativas nas taxas de juro implícitas nos novos contratos de crédito à habitação registadas desde meados de 2016.

Notícia sobre:

Juros no crédito à habitação em máximos de agosto de 2016

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação aumentou em janeiro para 1,054%, o valor mais alto desde agosto de 2016. Já a prestação média vencida manteve-se em 244 euros.

Notícia sobre:

Bancos vão compensar 31.000 clientes por Euribor negativas nos empréstimos da casa

Cerca de 31.000 clientes com crédito à habitação nos cinco principais bancos portugueses – CGD, BCP, BPI, Novo Banco e Santander Totta – irão beneficiar de uma redução no capital em dívida do empréstimo da casa, face à lei que obriga os bancos a aplicarem juros negativos.

Notícia sobre:

... e é obrigada a devolver Euribor negativa a 18.000 clientes

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) vai ter um custo anual de 1,2 milhões de euros com a aplicação da nova lei que obriga os bancos a deduzir os juros negativos no crédito à habitação, tendo até 30 de julho para rever o indexante de cálculo da taxa de juro dos créditos. No total, o banco do Estado terá de compensar cerca de 18.000 clientes, tendo optado por descontar as Euribor negativas ao capital em dívida.

Notícia sobre:

Taxa de juro no crédito à habitação sobe em janeiro. E prestação também...

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação aumentou de 1,019% em dezembro de 2017 para 1,024% em janeiro de 2018. Diminuiu, no entanto, nos contratos celebrados nos últimos três meses, para 1,595%. No que diz respeito à prestação média vencida, subiu um euro em relação ao mês anterior, fixando-se em 240 euros.

Notícia sobre:

Estado poupa 60 milhões de euros em juros por ano com reembolsos ao FMI

Portugal pagou antecipadamente 3.550 milhões de euros ao Fundo Monetário Internacional (FMI) este verão depois de, no final de junho, os parceiros europeus terem dado luz verde para mais reembolsos deste tipo. Para compensar estas amortizações sem ter de aumentar o recurso ao mercado, o Tesouro utilizou um empréstimo concedido pelo Santander e instrumentos de retalho, e assim pode poupar cerca de 60 milhões de euros ao ano em juros.

Notícia sobre:

Taxa de juro do crédito à habitação sobe pela primeira vez em três anos

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de créditos à habitação inverteu a tendência de descida e subiu ligeiramente em julho, pela primeira em três anos, para 1,009%. A última subida desta taxa foi registada em julho de 2014, tendo aumentado na altura para 1,516%.

Notícia sobre:
Prestação da casa volta a ficar mais barata em agosto para a maioria dos portugueses

Prestação da casa volta a ficar mais barata em agosto para a maioria dos portugueses

O teu contrato à habitação está indexado à Euribor a seis meses? Boas notícias, então. A partir de agora, a tua prestação - bem como a da maioria dos portugueses que contrataram um empréstimo para a compra de casa - vai voltar a ficar mais barata, a partir de agosto. Já quem tem contratos baseados no juro de referência a três meses, o segundo tipo variável mais utilizado em Portugal, vai continuar a pagar o mesmo valor este mês.

Notícia sobre: