Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Sismos Lisboa

Últimas notícias sobre "Sismos Lisboa" publicadas em idealista.pt/news

Avaliações de risco sísmico passam a ser obrigatórias para obras de grande dimensão

A partir de agora as avaliações de risco sísmico alargam-se a todas as obras de grande dimensão, isto porque entrou em vigor – dia 15 de novembro de 2019 – uma portaria da secretária de Estado da Habitação que determina que a avaliação de risco sísmico já não se limita às novas construções, como vinha a acontecer.

Notícia sobre:

Sismos em Lisboa: capital toma medidas para reforçar resiliência dos edifícios e minimizar riscos

A Assembleia Municipal de Lisboa aprovou uma proposta para que sejam tomadas medidas para prevenir o risco sísmico, assim como reforçar a resiliência sísmica na capital. Investigador descobriu a origem dos sismos violentos em Portugal. 

Notícia sobre:

BE pede reforço sísmico dos edifícios

O BE entregou no Parlamento um projeto-lei que pretende assegurar o reforço sísmico dos edifícios, incluindo em obras de reabilitação, propondo assim alterações ao Regulamento Geral das Edificações Urbanas. “Apesar dos riscos, os edifícios existentes estão em grande medida desprotegidos”, alertam os bloquistas.

Notícia sobre:
A Torre de Pisa tem uma inclinação de cinco graus...

Assim se aguenta a Torre de Pisa sem cair há 800 anos, mesmo com terramotos...

Ponto final num dos grandes mistérios da arquitetura mundial. A Torre de Pisa, em Itália, tem uma inclinação de cinco graus há mais de 800 anos – começou a ser construída em 1173 – e, pelo meio, resistiu a vários terramotos. Como? O fenómeno (raro) de resistência dá pelo nome de “interação dinâmica entre o solo e a estrutura” (Dynamic Soil-Structure Interaction, na sigla em inglês).

Notícia sobre:

Maioria das casas não tem seguro contra sismos: Deco defende criação de fundo

A Deco veio deixar um alerta: a maioria dos seguros das casas não cobre danos por sismo. A associação de defesa do consumidor recomenda aos contribuintes que consultem a apólice da casa para confirmar se têm cobertura para estes fenómenos. A solução, defende, pode estar na criação de um fundo sísmico.

Notícia sobre:

Engenheiros querem que prédios reabilitados sejam alvo de avaliações de risco sísmico

A maioria do parque habitacional antigo que é reabilitado em Lisboa – a segunda cidade europeia com maior risco sísmico da Europa – e noutras cidades portuguesas não cumpre critérios de resistência ou reforço sísmico. E mais: as obras em causa não são fiscalizadas, como deveriam, pelas autarquias.

Notícia sobre:

Lisboa é a segunda cidade na Europa com maior risco de sismo

Lisboa continua a ser uma cidade onde o risco sísmico é muito elevado, sendo a segunda cidade europeia onde este risco é maior. Desde 1755 que a capital não sente o abalo de um terramoto, mas a acontecer, então um terço de Lisboa ficará em escombros. Esta situação de perigo iminente é agravada, também, pela falta de prevenção e fiscalização da construção. Para lembrar a população sobre como reagir em caso de abalo sísmico, realiza-se esta sexta-feira, durante um minuto, o exercício nacional “A Terra Treme”.

Notícia sobre:

Reabilitação urbana está a aumentar risco sísmico dos imóveis, alertam especialistas

O risco sísmico do parque edificado em Portugal está a aumentar devido à atual reabilitação urbana. O alerta é dado pela Ordem dos Engenheiros (OE), que defende ser necessário criar um enquadramento regulamentar e um sistema de fiscalização. E também os arquitetos estão preocupados com esta situação.

Notícia sobre:

A cama “que se fecha” e que te pode manter vivo durante um sismo

As notícias relacionadas com a ocorrência de sismos são cada vez mais comuns. Recentemente, por exemplo, um grande terramoto de magnitude 6,2 na escala Richter abanou o centro de Itália – e domingo (dia 11) um sismo de magnitude 2,8 foi sentido na Mealhada, em Aveiro. Prevenção é, por isso, palavra de ordem. Com o objetivo de salvar vidas foi criada uma espécie de cama à prova de sismos.

Notícia sobre:

Está Portugal preparado para resistir a um terramoto como o de Itália?

Um grande terramoto de magnitude 6,2 na escala Richter, e com mais de 300 réplicas de menor intensidade, abanou o centro de Itália. Contam-se pelo menos 250 mortos, centenas de desaparecidos e 70% dos edifícios colapsados, sendo a localidade de Amatrice a que mais sofreu. Há menos de uma semana, a capital portuguesa também tremeu, com um sismo de 4,1, com epicentro na zona de Peniche. Estaria Portugal preparado para reagir a um fenómeno destes, com maior violência? O idealista/news falou com os especialistas e conta-te tudo.

Notícia sobre: