Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Trabalhos

Últimas notícias sobre "Trabalhos" publicadas em idealista.pt/news

Nómadas digitais rendidos à Madeira: Porto Santo vai ter um hub

A Madeira está a apostar forte na atração de nómadas digitais, pessoas que trabalham a partir de qualquer parte do mundo, sem localização fixa. Uma tendência que está a ganhar força fruto do teletrabalho, que tende a ser encarado de outra forma num cenário pós-pandemia da Covid-19. Após o sucesso da Digital Nomad Village, na Ponta do Sol, no Funchal – um projeto desenvolvido em parceria entre a Startup Madeira e o governo regional –, é chegada a vez do Porto Santo, que vai ter um hub a partir de outubro. Na calha estão também projetos nos Açores e em Cabo Verde.

Notícia sobre:

Trabalhar em casa: 717 mil pessoas estiveram em teletrabalho no segundo trimestre

No segundo trimestre do ano, havia em Portugal 740,7 mil pessoas a trabalhar sempre ou quase sempre fora do escritório, sendo que 717 mil estiveram em teletrabalho, menos 5,8% que no trimestre anterior e menos 7,6% que no segundo trimestre do ano passado. Significa isto que, entre abril e junho, 14,9% da população empregada trabalhou a partir de casa. Os dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) permitem ainda concluir que havia em junho 475,5 mil pessoas em teletrabalho há pelo menos seis meses, ou seja, desde o início do ano.  

Notícia sobre:

Trabalhar à distância desde um destino paradisíaco? Nas Ilhas Caimão é possível, mas só para alguns...

O desafio é, no mínimo, aliciante. Ganhar bem e trabalhar num local paradisíaco. Falamos do Programa Global Citizen Concierge, lançado recentemente, através do qual as Ilhas Caimão estão a convidar trabalhadores bem remunerados – têm de aufirir pelo menos 100.000 dólares anuais (mais de 84.000 euros) – a trabalhar até dois anos à distância, a partir do seu território, mais concretamente nas ilhas do Grand Cayman, Cayman Brac e Little Cayman. 

Notícia sobre:

Um em cada 10 portugueses trabalha sempre sob pressão do tempo – mais que na média da UE

Portugal é o oitavo país da União Europeia (UE) onde há mais trabalhadores a admitir que exercem as suas funções sempre com pressão do tempo. Segundo dados divulgados do Eurostat, em 2019, 11,8% das pessoas empregadas no país trabalham neste “registo”, ou seja, sempre sob pressão do tempo. Trata-se de um valor superior ao verificado na média da UE (10,5%).

Notícia sobre:

Programa de emprego Ativar.pt: candidaturas aos estágios arrancam hoje

O novo programa público de emprego Ativar.pt para reforço dos apoios aos estágios e à contratação de trabalhadores integra duas medidas ativas de emprego - os Estágios Ativar.pt e o Incentivo Ativar.pt. As candidaturas aos Estágios Ativar.pt, neste caso, arrancam esta quinta-feira, dia 1 de outubro de 2020, no IEFP Online, e vêm substituir os atuais Estágios Profissionais. As candidaturas vão estar abertas até 18 de dezembro.

Notícia sobre:

Unidade industrial da Indasa está a crescer: obras estão a cargo da Garcia Garcia

A Indasa, especializada na produção de materiais e sistemas de lixamento inovadores, com foco na indústria de reparação automóvel, entregou à construtora portuguesa Garcia Garcia a ampliação da sua unidade, em Aveiro. Trata-se de uma obra que se desenvolve em duas fases: a prmeira, que ficou concluída em maio, incidiu na ampliação de uma nave industrial, e a segunda, que arrancou em junho e termina em março de 2021, prevê a construção de um novo edifício. Desta forma, a Indasa aumentará em mais de 40% a sua área de edificação.

Notícia sobre:

Fins de semana de três dias? Microsoft fez experiência no Japão e... produtividade aumentou 39.9%

Durante um mês, em agosto de 2019, os 2.300 trabalhadores da Microsoft do Japão tiveram direito a fins de semana de três dias, folgando à sexta-feira. E apesar da semana de trabalho ser mais curta, apenas de quatro dias, a produtividade aumentou 39,9%. 

Notícia sobre:

As 25 melhores empresas para trabalhar em Portugal são...

A Mars (Mars Ibéria e Royal Canin) lidera o top 25 das melhores empresas para trabalhar em Portugal, sendo acompanhada no pódio pela SAS Institute Software e pela Mundipharma, que ocupam o segundo e terceiro lugares, respetivamente. 

Notícia sobre:

Em que setores trabalham os europeus… e os portugueses?

Em 2016, havia 232 milhões de pessoas empregadas na UE, sendo que a maior parte (29,7%) estava a trabalhar na administração pública, artes e entretenimento. Em Portugal, quem reside no norte é provável que trabalhe na indústria, no Alentejo em agricultura e no sul no comércio, alojamento ou restauração.

Notícia sobre: