Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

imobiliárias e construção responsáveis por mais de metade do crédito malparado das empresas

crédito em cobrança duvidosa das construtoras atingiu, em fevereiro, 3.000 milhões de euros
Autor: Redação

o montante de crédito em cobrança duvidosa das construtoras atingiu em fevereiro 3.000 milhões de euros. em cada mil euros de empréstimo, 134 estão em incumprimento. é o sector com a taxa mais alta, de mão dada com a promoção imobiliária. juntas, as duas actividades são responsáveis por mais de metade do malparado das empresas

segundo o jornal de negócios, os bancos tinham, no final de fevereiro, 13,15 mil milhões de euros de crédito malparado de empresas e famílias no balanço. este valor representa 5,21% do total de empréstimos, um novo recorde desde que o banco de portugal começou a reunir os dados, em 1998. as empresas são responsáveis por perto de dois terços do valor, com mais de oito mil milhões de euros por pagar. a situação mais grave está na construção

o montante do malparado no sector atingiu pela primeira vez os 3.079 mil milhões ou 13,4% do total dos empréstimos. na promoção imobiliária há já 1.419 milhões em incumprimento, com o peso a chegar aos 9,3%. ao todo são 4.500 milhões de euros, que equivalem a 54% do crédito em cobrança duvidosa das empresas