Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

IEFP

O Instituto do Emprego e Formação Profissional (I. P. ou simplesmente IEFP) é um organismo do Estado Português que tem como objetivo combater o desemprego com políticas ativas de emprego.

Novos apoios em vigor para (micro)empresas que recorreram ao lay-off – inscrições já estão abertas

Há dois novos apoios para as empresas, lançados pelo Governo socialista de António Costa para responder à crise gerada pela pandemia da Covid-19. Publicadas em Diário da República na passada sexta-feira (dia 14 de maio de 2021) na Portaria n.º 102-A/2021, as novas regras visam o incentivo à normalização da atividade empresarial, assim como o apoio simplificado para microempresas, tendo em vista a manutenção dos postos de trabalho. As candidaturas abriram esta quarta-feira (dia 19 de maio de 2021) e podem ser efetuadas até dia 31 de maio de 2021 no Portal IEFPonline.

Notícia sobre:

Desempregados inscritos no IEFP sobem há quatro meses: foram mais de 432 mil em março

Voltado um ano de pandemia, o cenário do desemprego em Portugal continental e regiões autónomas continua a agravar-se. Março foi o quarto mês consecutivo a registar um aumento do número de desempregados inscritos no Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), atingindo um total de 432.851. Este número representa uma subida de 0,2% face a fevereiro.

Notícia sobre:

Número de desempregados inscritos no IEFP sobe em flecha no novo confinamento

Em fevereiro de 2020, estavam registados no IEFP 431.843 desempregados, número que representa 71,2% de um total de 606.540 pedidos de emprego. Segundo o instituto, o total de desempregados registados em Portugal foi superior face ao verificado no mesmo mês do ano passado (+116.281/+36,8%) e no mês anterior, ou seja, em janeiro deste ano (+7.484/1,8%).

Notícia sobre:

Desempregados inscritos no IEFP em máximos de quase quatro anos

No final de janeiro de 2021, em pleno confinamento, estavam inscritos 424.359 desempregados nos centros de emprego, segundo dados divulgados pelo IEFP esta segunda-feira (22 de fevereiro de 2021). Trata-se de um aumento de mais de 22.000 desempregados num mês, sendo preciso recuar até maio de 2017 (quase quatro anos) para encontrar um valor mais elevado.

Notícia sobre:

Retoma progressiva: só quem ganha mais de 1.995 euros pode ter bolsa do IEFP

Apenas os trabalhadores com ordenados superiores a três salários mínimos, ou 1.995 euros, terão direito a aceder ao complemento de formação do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) associado ao Apoio Extraordinário à Retoma progressiva, que foi já estendido até final de junho de 2021.

Notícia sobre: