Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Mercado de arrendamento

Todas as informações sobre o mercado de arrendamento em Portugal. Incluído notícias sobre o mercado de arrendamento de Lisboa ou do Porto ou sobre o mercado de arrendamento social, publicadas em idealista.pt/news.

Câmara do Porto vai lançar sorteio para 15 casas com renda acessível na Sé

A Câmara do Porto vai sortear 15 casas com renda acessível no centro histórico da cidade. Os fogos estão totalmente reabilitados e prontos a habitar, mas nem todos serão elegíveis para concurso. "Terão mais hipóteses de sucesso os agregados jovens, com crianças e com rendimentos mais baixos”, segundo a autarquia. 

Notícia sobre:
Casas para arrendar com opção de compra

Casas para arrendar com opção de compra

O arrendamento com opção de compra é uma solução cada vez mais utilizada por quem procura uma casa. Com esta possibilidade, arrendas um imóvel por tempo determinado e decides mais tarde se queres comprá-lo. Esta opção beneficia o vendedor e o comprador. E já são vários os imóveis que podes adquirir desta forma em todo o país.

Notícia sobre:

Lei da habitação vitalícia entra hoje em vigor

A partir de hoje já vai ser possível ter uma casa para toda a vida sem ter de a comprar. O Direito Real de Habitação Duradoura (DHD) já foi publicado em Diário da República e permite que os inquilinos vivam de forma permanente e vitalícia numa habitação, mediante o pagamento ao proprietário de uma caução inicial e de uma prestação mensal.

Notícia sobre:

Marcelo promulga diploma da habitação vitalícia, mas tem “dúvidas” sobre o seu sucesso

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou o diploma do Governo que cria o Direito Real de Habitação Duradoura (DHD). Ter uma casa para toda a vida sem ter de a comprar já vai ser possível, ainda que o chefe de Estado tenha “dúvidas" sobre o sucesso da medida e sobre os “efeitos colaterais da definição de morador”.

Notícia sobre:

Um pequeno apartamento em Lisboa e Madrid ou um “casarão” em Génova: o que se pode arrendar por 1.000 euros/mês

O mercado de arrendamento está ao rubro em Portugal, com os vários intervenientes do setor a reclamarem mais oferta para combater os elevados valores pedidos pelos senhorios. Com 1.000 euros por mês é possível arrendar uma casa de 65 metros quadrados (m2) em Lisboa, uma de 52 m2 em Milão ou uma de 124 m2 em Granada, segundo um estudo realizado pelo idealista/data.

Notícia sobre:

10.000 casas com rendas acessíveis para a classe média - a nova promessa do Governo

O primeiro debate do novo Governo no Parlamento trouxe para cima da mesa o problema da habitação. Para dar resposta a esta necessidade, o primeiro-ministro, António Costa, anunciou que o Estado vai disponibilizar mais de 10.000 casas com rendas acessíveis em todo o país.

Notícia sobre:

Helena Roseta defende nova lei das rendas: a atual está “ultrapassada” e “cheia de botox”

A ex-deputada independente eleita pelo PS, Helena Roseta, veio defender a criação de uma nova lei das rendas. A arquiteta diz que o atual regime de arrendamento urbano “está ultrapassado” e “cheio de botox”.

Notícia sobre:

Estudantes de Coimbra pagam 207 euros por um quarto por mês, mais 9% que há um ano

Arrendar um quarto privado em casa partilhada em Coimbra custa em média 207 euros por mês, mais 17 euros (9%) que em 2018. Trata-se, ainda assim, de um valor bem mais baixo face ao praticado em Lisboa e Porto: 400 euros e 299 euros, respetivamente.

Notícia sobre:

Habitação vitalícia com luz verde: como funciona e porque desagrada a senhorios e inquilinos

Ter uma casa para toda a vida sem ter de a comprar já vai ser possível. O Governo aprovou o anunciado Direito Real de Habitação Duradoura (DHD), como uma solução para a atual crise na habitação, mas o modelo parece não agradar a inquilinos nem senhorios. Afinal, o que está em causa?

Notícia sobre:

Assédio no arrendamento: inquilinos e proprietários insatisfeitos com a lei

A lei que proíbe e pune o assédio no arrendamento não agrada a "gregos nem a troianos". Os inquilinos sentem que "continua a haver uma pressão muito grande" e os proprietários contestam o "caráter unilateral" da lei.

Notícia sobre: