Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Mercado de habitação

Últimas notícias sobre "Mercado de habitação" publicadas em idealista.pt/news

Lisboa precisa de 10 mil novas casas por ano

Os anos passam e a frase “faltam casas em Lisboa” continua a fazer eco. As classes média e média baixa vão sendo, de resto, “empurradas” para a periferia da capital, porque a oferta continua a não ser suficiente para colmatar a elevada procura. Lisboa precisaria de pelo menos 10 mil novas casas por ano para fazer frente às necessidades atuais.

Notícia sobre:

Lisboa com 37 milhões para investir em habitação em 2019

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) prevê investir quase 37 milhões de euros em habitação no próximo ano, além dos cerca de 100 milhões em valor patrimonial para casas destinadas ao Programa de Renda Acessível.

Notícia sobre:

Medina aproveita 5 de Outubro para apelar ao Parlamento que fomente oferta de habitação

Os problemas no mercado de habitação em Lisboa marcaram a tónica do discurso de Fernando Medina nas comemorações do 5 de Outubro. O presidente da Câmara da capital assumiu que o município "não consegue sozinho combater um mercado de arrendamento sem oferta" e apelou ao Parlamento para fomentar o setor residencial.

Notícia sobre:
Diego García/Unsplash

Como é a casa ideal dos portugueses? Tudo sobre as tendências do mercado de habitação

Um investimento no futuro, a possibilidade de criar um lar, “porque arrendar não compensa e é um desperdício de dinheiro” ou porque é preciso “deixar alguma coisa aos filhos”. A maioria dos portugueses (89,7%) continua a sonhar em ter casa própria e estes são alguns dos argumentos. E qual seria a casa ideal? Contamos-te tudo sobre as tendências atuais do mercado imobiliário, a partir das conclusões do I Observatório do Mercado da Habitação em Portugal da Century 21.

Notícia sobre:

Autarcas de Barcelona e Londres querem travar especulação imobiliária nas grandes cidades

Os presidentes de câmara de Barcelona e Londres estão decididos a lutar contra a especulação imobiliária que está a “expulsar” os moradores dos centros das grandes cidades. Numa carta conjunta, os autarcas lamentam a falta de apoio dos governos centrais e defendem que as “propriedades das cidades devem, primeiro, ser casas para as pessoas“, e não apenas ativos destinados ao investimento.

Notícia sobre:

Especialistas rejeitam “bolha imobiliária” e falam em “mudança de paradigma”

Perto de 300 pessoas aceitaram o “Desafio” de Massimo Forte e Gonçalo Nascimento Rodrigues – especialistas e consultores de mediação e investimentos imobiliários – para pensar o mercado “Fora da Caixa”. Segundo os especialistas não há “bolha” no imobiliário, mas um novo paradigma que deve ser encarado com capacidade de adaptação.

Notícia sobre:

Propostas de habitação centristas criticadas da esquerda à direita

As propostas do CDS aqueceram o Parlamento, mas não foram bem recebidas pelos partidos. Os Verdes acusaram os centristas de quererem “salvar uma lei moribunda” e o PSD defendeu que “o país não precisa de medidas avulsas”. O PS disse que a direita “acordou tarde” para o problema da habitação.

Notícia sobre:

Boa altura para comprar casa? Três fatores a considerar na hora de decidir

Comprar ou não uma casa. Há sempre alguém a viver este dilema. Devo comprar? Devo esperar? Numa altura em que os bancos voltam a estar mais disponíveis para o crédito à habitação, esta pode ser uma boa altura para comprar. Mas será mesmo assim? A Associação de Defesa dos Direitos do Consumidor (Deco) analisou três fatores que influenciam o mercado e que te podem ajudar a decidir.

Notícia sobre:

Peso dos gastos com habitação baixa para as famílias mais pobres

O número de famílias portuguesas a viver com excesso de despesas de habitação diminuiu. A taxa de sobrecarga atingiu 6,7% da população em 2017, menos 0,8% que em 2016. Ainda assim, este alívio não foi sentido por todos.

Notícia sobre:

Primeiro Direito: quanto mais carenciadas forem as famílias mais apoios recebem

Quem se pode candidatar ao programa Primeiro Direito? As famílias com rendimentos médios mensais até 1.715 euros. Ainda assim, os apoios não serão iguais para todos. Serão tanto maiores quanto mais carenciada for a família.

Notícia sobre: