Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

juros no crédito à habitação voltam a descer em março (gráficos)

taxa de juro implícita no conjunto de crédito à habitação bateu um novo mínimo em março (1,448%)
Autor: Redação

a taxa de juro implícita no conjunto de crédito à habitação bateu um novo mínimo em março, fixando-se em 1,448%. segundo dados do instituto nacional de estatística (ine), em relação a fevereiro, a taxa baixou 0,035%. desde janeiro de 2009, inicio da série de dados do gabinete estatístico, que não se registava um valor tão baixo, sendo que a taxa está em queda há mais de um ano, na sequência da descida das taxas euribor

de acordo com o público, que se apoia nos dados do ine, de dezembro até março a taxa de juro implícita no conjunto de crédito à habitação recuou de 1,266%

no que diz respeito aos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa estava em 3,114%. a diferença em relação à taxa global calculada pelo ine está relacionada com o facto de, nos contratos mais recentes, o spread ser superior ao indexante no qual o contrato de baseia

sublinhe-se ainda que o valor médio da prestação vencida desceu um euro face ao mês anterior (fevereiro), caindo para 260 euros. no caso dos contratos celebrados nos três meses anteriores, a prestação paga foi, em média, de 294 euros, menos 18 euros do que em fevereiro