Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

despesa fiscal do estado caiu 5.892 milhões entre 2010 e 2013

em 2012, a despesa fiscal do estado caiu 27%, cerca de 3.840 milhões
Autor: Redação

a despesa fiscal do estado afundou 38% entre 2010 e 2013, o que significa menos 5.892 milhões de euros nos bolsos dos contribuintes. segundo o jornal i, o montante inclui benefícios, isenções fiscais, deduções, taxas reduzidas e, também, incentivos de natureza fiscal a empresas e particulares, ou seja, “a totalidade das receitas fiscais que o estado não arrecada em nome de opções extrafiscais”, lê-se no relatório sobre a despesa fiscal de 2013 do ministério das finanças

de acordo com a publicação, que se apoia no referido relatório, este é o resultado da “vigente política de revisão dos benefícios fiscais, a qual cumpre com os compromissos internacionais assumidos pelo estado” com a “troika”. a maior descida da despesa fiscal está centrada no ano de 2012, representando uma queda de 27,3%, o que equivale a 3.840 milhões de euros, que para os contribuintes representam um aumento da carga fiscal efectiva

o iva é o imposto que mais conta para a poupança do estado, o que resulta sobretudo do aumento das taxas reduzidas em vários produtos para a taxa máxima, como por exemplo a electricidade e o gás natural. mas é na factura do irs que se deve sentir o impacto mais forte, com o relatório a avançar com previsões para uma poupança fiscal do estado de 844 milhões de euros em 2012, o que traduz uma descida de 23% face aos montantes atribuídos no ano anterior