Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Escritórios em Lisboa

Últimas notícias sobre "Escritórios em Lisboa" publicadas em idealista.pt/news

Seguradora Zurich compra Castilho 52 (antigo Edifício Mapfre) – está totalmente arrendado

A seguradora Zurich comprou o edifício Castilho 52, em Lisboa, que totaliza 4.000 metros quadrados (m2) de área bruta de construção acima do solo, distribuídos por nove pisos de escritórios e dois de estacionamento em cave. O imóvel, que desde outubro de 2018 estava “nas mãos” do fundo de investimento imobiliário alemão AM Alpha, era conhecido como Edifício Mapfre, já que foi ali que durante anos a seguradora espanhola albergou a sua sede.

Notícia sobre:

EXEO Office Campus está a nascer no Parque das Nações após investimento de 190 milhões da Avenue

O EXEO Office Campus, que está a nascer “pela mão” da promotora imobiliária Avenue no Parque das Nações, em Lisboa, estando a atrair muitos inquilinos, como disse ao idealista/news Aniceto Viegas, diretor-geral da empresa, envolve um investimento global de 190 milhões de euros, e numa primeira fase 150 milhões de euros.

Notícia sobre:

Volkswagen Group Services instala-se num armazém com 13.000 m2 perto da AutoEuropa

A Volkswagen Group Services vai instalar-se num armazém com 13.000 m2 localizado em Palmela, no complexo industrial da Quinta da Marquesa, próximo da AutoEuropa. A empresa do universo Volkswagen irá reabilitar o imóvel industrial/logístico, “adaptando-o para melhor servir o Grupo Volkswagen, e estima iniciar operações dentro de seis meses”, refere em comunicado a B. Prime.

Notícia sobre:

Edifício de escritórios Arquiparque II tem novo dono - o fundo da Incus Capital Advisors

O edifício de escritórios Arquiparque II, localizado na zona empresarial de Miraflores, a cerca de oito minutos de Lisboa, mudou de mãos: foi comprado pelo fundo da Incus Capital Advisors, que tem sede em Madrid e escritórios em Lisboa, Paris e Milão, ao fundo de investimento gerido pela Profile S.G.F.I.I. O valor da transação não foi revelado. 

Notícia sobre:

Ocupação de escritórios em Lisboa cai 6% num ano – arrendados 193.892 m2 em 2019

A ocupação de escritórios em Lisboa recuou 6% num ano, já que foram arrendados 193.892 metros quadrados (m2) em 2019, menos que no ano anterior: 206.428 m2. A falta de oferta é apontada como justificação para esta diminuição em termos homólogos.  

Notícia sobre:

Espanhola Aticco atravessa a fronteira: chega a Lisboa em 2020 com um espaço de coworking

A operadora espanhola de coworking Aticco prepara-se para abrir três novos espaços em Madrid, Lisboa e Paris em 2020. A empresa catalã triplicou os seus metros quadrados (m2) em 2019 e pretende continuar a investir na expansão da marca além-fronteiras. Pretende investir 30 milhões nos próximos quatro anos.

Notícia sobre:

Câmara de Lisboa é o último inquilino do edifício António Augusto Aguiar 163

Os serviços do Departamento de Saúde Higiene e Segurança da Câmara Municipal de Lisboa (CML) vão instalar-se num dos pisos do número 163 da Avenida António Augusto de Aguiar, em Lisboa. Com este novo inquilino, que ocupará ao todo 750 metros quadrados (m2), o edifício fica ocupado na totalidade.

Notícia sobre:

Ageas aposta forte no imobiliário português: comprou três edifícios de escritórios em Lisboa

A Ageas Portugal comprou três edifícios de escritórios na área da Grande Lisboa, situados na Rua Castilho, Entrecampos e Estrada de Benfica. O investimento faz parte de uma estratégia de investimento do grupo para reforçar a sua posição no mercado português.

Notícia sobre:

Sociedade de advogados Cuatrecasas muda-se para a Av. Fontes Pereira de Melo em 2021

A Cuatrecasas vai mudar de sede, mantendo-se, no entanto, na mesma zona de Lisboa: o Marquês de Pombal. O novo edificio da sociedade de advogados, para onde a empresa se mudará em 2021, é um prédio de 12 andares na Av. Fontes Pereira de Melo nº 6, a apenas 300 metros do atual escritório.

Notícia sobre:

De Amesterdão para Lisboa: cowork “único” da Spaces chega a Portugal no final do ano

A Spaces nasceu em Amesterdão, mas os planos de crescimento trouxeram-na até Portugal. A marca, que pertence ao grupo IWG, pretende pretende criar uma “comunidade dinâmica de empreeendedores e empresas com espírito inovador”.

Notícia sobre: