Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

passos mantém a rota de austeridade definida para o país (vídeo)

Autor: Redação

pedro passos coelho referiu quinta-feira, em entrevista à rtp, que não vai recuar nas medidas de austeridade anunciadas pelo governo. “as medidas são necessárias para que portugal possa cumprir o seu programa”, disse o primeiro-ministro, frisando que não aceita “destroçar o país”. ainda assim, passos coelho admitiu a possibilidade de diferenciar as taxas para a segurança social, discriminando positivamente salários mais baixos

de acordo com o jornal de notícias, a entrevista revelou poucos dados novos, já que o primeiro-ministro foi vago sobre a estratégia que adoptará para atingir a meta de 5% de défice orçamental já este ano. pelo meio, deixou a garantia de que a retirada de subsídios à função pública e aos reformados vigorará durante o período de assistência externa, ou seja, até 2014

o primeiro-ministro voltou a mostrar-se preocupado com o que pensam os outros países de portugal. “somos olhados pelos mercados como um país que cumpre as suas obrigações e não se desculpa, disse

relativamente à possibilidade do orçamento do estado (oe) para 2013 ser chumbado na assembleia da república, passos coelho disse que “seria uma tragédia para portugal”. o governante adiantou ainda que paulo portas esteve a par de todas as medidas negociadas, pelo que está “inteiramente tranquilo quanto à posição do ministro de estado e dos negócios estrangeiros". “[no psd e no cds] não há conforto com a situação que o país vive e as medidas que é necessário adoptar", reconheceu

clica neste link e vê toda a entrevista de pedro passos coelho à rtp

Artigo visto em
(idealista news)