Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Paulo Portas

Últimas notícias sobre "Paulo Portas" publicadas em idealista.pt/news

Paulo Portas contratado pela maior empresa do México

Paulo Portas saiu da política para entrar em força na atividade empresarial. Depois de ter sido conhecida a sua contratação pela construtora portuguesa Mota-Engil, agora é vez de a maior empresa do México, a petrolífera estatal Pemex, confirmar que o vice-primeiro-ministro e ministro dos Negócios Estrangeiros no anterior Governo vai ser administrador de uma empresa do grupo com sede em Madrid.

Notícia sobre:

Paulo Portas vai trabalhar com a Mota-Engil

Paulo Portas vai apoiar a construtora portuguesa Mota-Engil na internacionalização e criar e um conselho estratégico para a América Latina. “Entrará como consultor e o objetivo é apoiar-nos na internacionalização, com grande incidência na América Latina, mas também para outros mercados onde a Mota-Engil ainda não está presente”, revelou António Mota, presidente do Conselho de Administração do grupo.

Notícia sobre:

Governo toma posse hoje. Estas cerimónias ficaram na história

Este é um tema que tem suscitado muita polémica. Certo é que hoje (dia 30) Cavaco Silva dará posse ao Governo PSD/CDS numa cerimónia que se realiza às 12h: primeiro há a tomada de posse do primeiro-ministro, depois a dos 15 ministros e depois a dos 36 secretários de Estado. Às 15h30 realiza-se a primeira reunião do Conselho de Ministros. Estas foram algumas cerimónias de tomada de posse que ficaram na história.

Notícia sobre:

42 empresas portuguesas participam na maior feira de mobiliário da Europa

A Isaloni Milão 2015, a maior feira de mobiliário da Europa – realiza-se de 14 a 19 de abril na cidade italiana –, terá a participação de 42 empresas portuguesas. Trata-se de um número histórico no que diz respeito à representação nacional.

Notícia sobre:

Vistos gold: Portas quer atrair investimento e admite “melhorar o sistema”

Paulo Portas disse esta quinta-feira que o Governo está disponível para melhorar o regime de Autorizações de Residência para a Atividade de Investimento (ARI), também conhecido como vistos gold. O vice-primeiro-ministro, que falava no Parlamento no âmbito do debate sobre as propostas de alteração do Governo sobre o programa dos vistos gold, referiu que a sua função é “atrair” investimento estrangeiro para Portugal.

Notícia sobre:

Vistos gold: o que muda no setor imobiliário?

Paulo Portas deu ontem a conhecer as novas regras relativas à atribuição de vistos gold que o Governo apresentará ao Parlamento. A concessão de Autorizações de Residência para Investimento (ARI) a estrangeiros vai passar a ser sujeita a “auditorias regulares” por parte da Inspeção Geral da Administração Interna (IGAI). No setor imobiliário, será obrigatório apresentar no processo a caderneta predial do prédio a adquirir pelo investidor. O visto também poderá ser concedido a quem investir pelo menos 500.000 euros em obras de reabilitação urbana.

Notícia sobre:

Vistos Gold: Paulo Portas revela hoje alterações à lei

Paulo Portas apresenta hoje as alterações à lei dos vistos gold, que alarga o investimento de estrangeiros a outras áreas, como a ciência, cultura e reabilitação urbana. Na quinta-feira, o ministro da Presidência do Conselho de Ministros e dos Assuntos Parlamentares, Marques Guedes, disse que “o modelo passa pelo alargamento a outras atividades que não o imobiliário, como a investigação científica, cultura e a reabilitação urbana”.

Notícia sobre:

Vistos gold: Governo aprova alterações e pressiona Portas a mudar regras

O Governo aprovou esta quinta-feira, em Conselho de Ministros, alterações à abrangência dos vistos gold. Segundo o ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares, Luís Marques Guedes, as modificações serão anunciadas na segunda-feira numa conferência com Paulo Portas, o mentor desta legislação. Mas o gabinete do vice-primeiro-ministro não confirma essa informação.

Notícia sobre:

PS quer que vistos gold capitalizem empresas

Os partidos da oposição recusaram o apelo de Paulo Portas para que apresentassem os seus contributos à revisão do programa de vistos gold, deixando o více-primeiro-ministro isolado nessa tarefa. O PS, na carta que enviou a Portas, refere que cabe ao Governo a “pilotagem” do programa e não ao Parlamento. Ferro Rodrigues, líder parlamentar do PS, considera que só em sede legislativa é que o partido daria contributos. O responsável sugeriu que Portas passe a usar os fundos do programa de captação de investimento para capitalizar empresas.

Notícia sobre: