Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Rumores do dia

Autor: Redação

Passos Coelho admite “desonerar salários e pensões” em 2016: O primeiro-ministro admitiu “desonerar salários e pensões em 2016” e deixou claro que no Orçamento do Estado para 2015 não haverá ainda alívio da carga fiscal ou salários e pensões a níveis de 2010. Em entrevista à SIC, Passos Coelho não avançou qual será a medida que irá substituir no próximo ano a Contribuição Extraordinária de Solidariedade (CES), mas garantiu que “terá de continuar a existir redução da pensão”, ainda que o corte “nunca será tão grande como é hoje”. O governante adiantou ainda que o Executivo está a estudar a introdução de um teto nas prestações sociais. (Diário Económico)

Gás natural deverá aumentar 2,4% em julho: As tarifas transitórias de gás natural devem subir em média 2,4% a partir de 1 de julho para os consumidores domésticos, que ainda se encontram na tarifa regulada. Em causa está uma proposta divulgada terça-feira pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos. Segundo o Público, esta variação média de 2,4% vai repercutir-se num acréscimo de 32 cêntimos por mês numa fatura média de cerca de 14 euros, o que corresponde a um casal sem filhos. No caso de se tratar de um casal com filhos, o aumento médio deverá rondar os 56 cêntimos mensais. (Público)

Governo pondera taxa sobre sumos, sal, álcool ou tabaco: O Governo está a estudar novas formas de incrementar as receitas da saúde, para resolver os problemas de dívidas no setor. Um aumento da tributação sobre as bebidas alcoólicas e o tabaco é uma das hipóteses, sendo que também está a ser analisada a possibilidade de ser criada uma nova taxa sobre bebidas açucaradas e produtos com excesso de sal. (Jornal de Negócios)

Artigo visto em
idealista news