Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Teletrabalho mudou o emprego, é tendência e criou oportunidades para o futuro

O trabalho remoto veio para ficar e trouxe vários desafios para empresas e trabalhadores. Mas como serão, afinal, os escritórios do futuro?

Photo by Paige Cody on Unsplash
Photo by Paige Cody on Unsplash
Autor: Redação

A pandemia veio mudar invariavelmente o mundo laboral, acelerando tendências e dando lugar a outras, com o teletrabalho a marcar o ano, tendo mudado a vida de milhões de pessoas. Transformou o emprego, trouxe novos desafios para empresas e trabalhadores, mas também criou oportunidades, nomeadamente no imobiliário. Já é tendência e vai (mesmo) continuar a dar que falar em 2021. Eis um resumo das ideias mais importantes.  

A criação de escritórios em casa

Instalar um pequeno escritório em casa virou moda com a pandemia. A maioria das pessoas não estava preparada para a mudança, mas rapidamente se procuraram soluções para resolver o problema da falta de espaço e multiplicaram-se os projetos e pedidos de remodelações, tal como explica a diretora da Architect Your Home, Mariana Morgado Pedroso em entrevista ao idealista/news.

Mesmo que não disponhas de espaços amplos, é possível montar um escritório que seja o mais funcional possível e, ao mesmo tempo, agradável. Há muitas ideias e truques para ter um escritório de sonho em casa, mas também há modelos pré-fabricados que se montam num só dia perfeitos para quem tiver um pátio ou jardim.

A pandemia da Covid-19 “obrigou” muitos portugueses a trabalhar a partir de casa, um cenário que parece ter vindo para ficar, com a flexibilidade laboral a ganhar força nos últimos tempos. A maioria dos portugueses gostava mesmo de manter o teletrabalho, segundo um estudo recente do grupo Ageas e da Eurogroup Consulting Portugal: revela que mais de 60% dos inquiridos gostaria de manter o teletrabalho, num futuro próximo, pelo menos em parte, com 51% a preferir um modelo misto: 29% entre 50 a 99% do tempo em teletrabalho, e 22% com menos de 50% em teletrabalho.

Ainda não há uma lei que enquadre esta nova forma de trabalho em Portugal, mas 2021 deverá trazer novidades nesta matéria para os setores público e privado. Ainda assim, o Governo publicou o diploma que regula as novas regras do trabalho a partir de casa, apenas para esta ocasião, que vale a pena consultar.

Aprender a trabalhar à distância

O teletrabalho já não é uma novidade, mas muitas pessoas continuam a ter dificuldades em equilibrar os dois mundos que agora se juntam em casa: o pessoal e o profissional. O idealista/news entrevistou a CEO da Adecco em Portugal, Carla Rebelo, que partilhou uma lista de 10 passos fundamentais para trabalhar melhor desde casa e uma “fórmula” para atingir o sucesso no trabalho e nos negócios.

De que forma esta nova realidade irá impactar o imobiliário? Tiago Borges, Career Business Leader na Mercer Portugal, também partilhou a sua opinião, analisando e lançando para cima da mesa alguns desafios que o setor irá enfrentar.

Teletrabalho e a procura de casa: o que mudou?

Com a chegada da pandemia, muitas pessoas decidiram mudar os espaços dentro de casa para trabalhar melhor, mas há também quem tenha decidido que o melhor seria mesmo mudar de casa. Atuamente, e segundo uma análise das principais redes imobiliárias do país, procuram-se casas maiores, interiores e exteriores, novas tipologias e localizações, sobretudo, nas zonas limítrofes dos centros urbanos, ou até no campo.

Como serão os espaços de trabalho do futuro?

O trabalho inteligente (ou teletrabalho) dominou 2020 e certamente terá uma “palavra a dizer” nos próximos anos. Os escritórios do futuro têm, por isso, um grande desafio: flexibilidade e bem-estar, numa necessária adaptação ao novo mundo do trabalho.

O modelo híbrido será uma opção, mas há outras tendências na mira: ao invés de focar na relação mesa/funcionário, o projeto de escritório do futuro será baseado em espaços partilhados; terão de ser confortáveis ​​tanto quanto possível e capazes de recriar o bem-estar da casa em total segurança; os móveis modulares serão uma solução cada vez mais usada para alterar facilmente a configuração de áreas de reunião; e a sustentabilidade também não ficará de fora. Neste artigo poderás explorar a grande tendência de escritórios no pós-Covid. Vale a pena ler.