Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

grupo cs entregou 12 hotéis ao banco para liquidar dívidas

vista geral do cs são rafael suite hotel, em albufeira, algarve (foto: cshotelsandresorts.com)
Autor: Redação

o grupo cs, composto por empresas que construíam e geriam hotéis, está a “sentir na pele” as repercussões da crise. segundo o dinheiro vivo (dv), no final do ano, o grupo desagregou-se e entregou o seu património – constituído por 12 hotéis – aos bancos, os principais credores, que tentam a todo o custo reaver o seu dinheiro. metade das unidades encerraram e as restantes são geridas por uma sociedade, a hotéis cs and resorts

fonte da sociedade confirmou, em declarações ao dv, que “os seis hotéis estão em pleno funcionamento, com clientes e sem qualquer dívida a credores”

sublinhe-se que em fevereiro os três principais bancos financiadores do empresário carlos saraiva, responsável pelo grupo cs (o millennium bcp, o banco popular e o bes), decidiram encerrar cinco unidades de luxo do grupo: quatro em albufeira e uma no douro. “lamentavelmente, e a contrariar o que seria expectável, o grupo cs foi forçado a aceitar termos e condições, tendo como consequência, a par da perda de propriedade de alguns imóveis, o cancelamento dos contratos de gestão da cs hotels, golf & resort”, referia o grupo na altura, numa carta aos parceiros