Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Consultora C&W

Últimas notícias sobre "Consultora C&W" publicadas em idealista.pt/news

Loja do 266 Liberdade (ex-DN) vendida por 13,9 milhões

A loja do edifício 266 Liberdade, em Lisboa – conhecido como edifício do Diário de Notícias – foi vendida pela Avenue a um fundo gerido pela Fidelidade SGOIC.

Notícia sobre:

Há uma loja em Lisboa que procura novo inquilino – tem 282 m2 e situa-se na zona ‘prime’ da capital

Uma loja situada no número 14 da Avenida Fontes Pereira de Melo, no coração de Lisboa, está agora no mercado de arrendamento. Encarregues da sua comercialização pela proprietária Sonagi estão as consultoras Cushman & Wakefield e CBRE.

Notícia sobre:

Imobiliário em 2021: maior dinamismo à boleia da vacina

Como será e/ou vai reagir o mercado imobiliário em 2021? Para Eric van Leuven, diretor-geral da consultora Cushman & Wakefield (C&W) em Portugal, as perspetivas para 2021 “são moderadamente otimistas, embora dependentes da eficácia da vacinação e subsequente controlo da pandemia, e distintas entre os diferentes setores imobiliários”. Segundo o responsável, acompanhando uma tendência europeia reforçada no ano passado, “o segmento de residencial para arrendamento (ou PRS - private rented sector) irá dinamizar o mercado, não só do ponto de vista do utilizador final, mas também enquanto produto de investimento, sendo já muitos os promotores e investidores que se estão a posicionar para concretizar projetos nesta área”.

Notícia sobre:

Covid-19 faz mossa mas investiram-se 1.670 milhões em imobiliário comercial até junho, um recorde

O mercado imobiliário português sentiu o impacto da pandemia da Covid-19 nos primeiros seis meses do ano, tendo havido uma “suspensão generalizada dos processos de tomada de decisão” no segundo trimestre. Mas nem tudo são más notícias, já que foram investidos em imobiliário comercial 1.670 milhões de euros entre janeiro e junho de 2020, um novo máximo histórico semestral. Em causa estão dados que constam no último “Market Update” da Cushman & Wakefield (C&W).

Notícia sobre:
Photo by Marvin Meyer on Unsplash

Comprar casas em planta: vantagens e riscos da nova tendência de mercado

A compra de imóveis em planta está na "moda" e é uma opção cada vez mais popular, entre grandes e pequenos investidores, num momento em que há falta de oferta de casas no mercado. A tendência não é nova, mas ganhou asas nos últimos anos. Como se explica este fenómeno? Os especialistas ajudam a entender.

Notícia sobre:

Investimento institucional em imobiliário atinge quase 2.000 milhões no primeiro semestre

Os números não deixam margem para dúvidas: o imobiliário continua atrativo para os investidores. O investimento institucional no setor português aumentou 56% até julho face a igual período de 2017, tendo havido 30 operações que movimentaram 1.900 milhões de euros.

Notícia sobre:

Vão nascer 115 novos hotéis em Portugal até 2019

Até 2019 devem ser inauguradas em Portugal 115 novas unidades hoteleiras com mais de 9.500 quartos. Segundo a Cushman & Wakefield, as regiões de Lisboa e Porto vão continuar a receber a maioria dos hotéis, com as categorias superiores de quatro e cinco estrelas a dominar a futura oferta em 71% dos casos.

Notícia sobre:

As rendas de comércio mais caras do país estão... no Chiado

É em Lisboa que se concentram as rendas de comércio mais caras do país. Mais propriamente no Chiado, que registou uma valorização de 15% na sua renda de referência, situando-se agora nos 1.380 euros anuais por metro quadrado (m2). Segundo o estudo Main Streets Across the World 2017, publicado pela consultora imobiliária Cushman & Wakefield, o Chiado manteve a sua posição no ranking mundial, ocupando o 33º lugar.

Notícia sobre:

Só 10% da oferta de escritórios no Grande Porto satisfaz os requisitos exigidos pelos ocupantes

Há uma grande escassez de oferta de espaços de escritórios de qualidade no Grande Porto, sendo que apenas 10% da oferta está em linha com os requisitos básicos que são exigidos pela maioria dos ocupantes. Esta é uma das conclusões a retirar do estudo “Mercado de Escritórios do Porto”, realizado pela consultora imobiliária Cushman & Wakefield e pela Predibisa.

Notícia sobre: