Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Reclamações

Últimas notícias sobre "Reclamações" publicadas em idealista.pt/news

Prendas de natal: como reclamar de compras online

Este ano, as compras online ganharam especial relevância para tratar das prendas de Natal. Por comodidade e, sobretudo, por segurança devido à pandemia da Covid-19, muitos foram os que decidiram adquirir os presentes pela Internet, em lojas virtuais, dentro e fora do país. Mas infelizmente nem sempre tudo corre bem. No artigo da Deco Alerta de hoje, explicamos como se pode atuar e reclamar. 

Notícia sobre:

Pedir Livro de Reclamações em tempos de pandemia? Conselhos para o usar de forma correta

Com o desconfinamento, muitos estabelecimentos voltaram a abrir portas ao público, mas há regras a ter em conta, de forma a manter o distanciamento social. Será que em tempos de pandemia de Covid-19 o uso do Livro de Reclamações continua a ser obrigatório? Fica a saber, desde já, que desde o dia 30 de maio que a disponibilização do Livro de Reclamações em formato físico voltou a ser obrigatória em Portugal, sempre que for solicitado pelo consumidor.

Notícia sobre:

Banco de Portugal recebeu 18.104 reclamações em 2019 – mais 18,7% que no ano anterior

O Banco de Portugal (BdP) recebeu, no ano passado, 18.104 reclamações dos clientes bancários relativamente às matérias por si supervisionadas, o que dá uma média de 1.508 queixas por mês. Trata-se de um aumento de 18,7% face ao ano anterior, 2018. 

Notícia sobre:

Setor das telecomunicações lidera queixas dos consumidores há 10 anos

Nos últimos 10 anos, a Deco recebeu mais de quatro milhões de reclamações. O setor das telecomunicações foi o responsável pela maioria das queixas, revelando-se uma “uma constante preocupação para as famílias portuguesas”. A velocidade anunciada da internet, o período de fidelização, a dupla faturação, as práticas comerciais desleais, a cobrança pela fatura em papel e a dificuldade de cancelamento do contrato foram os principais motivos das reclamações.

Notícia sobre:

2019 é ano recorde de queixas: foram mais de 101 mil

2019 foi um ano recorde de queixas. Os portugueses fizeram, em média, 275 reclamações por dia no Portal da Queixa: mais de 101 mil, no total do ano. O principal motivo de queixa foram as telecomunicações, mas o setor das entregas também disparou, uma vez que há cada vez mais consumidores nacionais a aderir às compras online.

Notícia sobre:

Guia para agências imobiliárias - erros a evitar para escapar às queixas dos clientes

Nada pior para a imagem de um profissional, de uma marca ou de um setor do que as queixas dos clientes. E o imobiliário não escapa à regra, registando-se recentemente uma vaga de reclamações contra o setor, que podem e devem ser evitadas.

Notícia sobre:

Telecomunicações é o setor mais reclamado: Deco recebeu 12 mil queixas até abril

Há 12 anos consecutivos que é o setor mais reclamado em Portugal. E os números não deixam margem para dúvida: a Deco recebeu nos primeiros quatro meses deste ano, 12 mil reclamações de consumidores sobre o setor das comunicações.

Notícia sobre:

Casa nova com defeitos? Ensinamos-te a reclamar

Acabas de comprar uma casa e começas a encontrar defeitos que não viste? No artigo de hoje da Deco Alerta explicamos-te os direitos que tens nestas situções e como podes reclamar.

Notícia sobre:

Telecomunicações lideram queixas à Deco e Meo é "campeã" das reclamações

As telecomunicações voltaram a ser o principal alvo de queixas dos portugueses em 2018, com quase 35 mil reclamações à Associação de Defesa do Consumidor (Deco). O período de fidelização, a faturação, as práticas comerciais desleais e a dificuldade no cancelamento do contrato foram os principais motivos de problemas.

Notícia sobre:

Livro de Reclamações Eletrónico chega ao setor da construção e do imobiliário

O Instituto dos Mercados Públicos, do Imobiliário e da Construção (IMPIC) passou a integrar o Livro de Reclamações Electrónico, devendo os operadores económicos registar-se na plataforma até dia 1 de julho de 2019. Quer isto dizer que a possibilidade de apresentar uma reclamação através da internet foi alargada aos setores da construção e do imobiliário.

Notícia sobre: