Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Obra nova “ganha asas” em 2018

Coporgest
Coporgest
Autor: Redação

Estará a febre da reabilitação a dar lugar à construção/obra nova? Uma coisa é certa: o reforço da oferta através de obra nova é cada vez mais visto como uma oportunidade, chegando ao mercado informações sobre novos projetos de promoção imobiliária a um ritmo alucinante. Os números revelados recentemente pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) são esclarecedores: no terceiro trimestre foram licenciados 5,3 mil edifícios, uma subida de 16,3% face ao período homólogo. E deste total, 69,4% dizem respeito a construções novas.

Uma tendência, de resto, que já se previa que fosse acontecer a meio do ano, quando escrevemos que a obra nova estava a voltar em força em todo o país, nomeadamente no Algarve, Alentejo e Grande Lisboa. A verdade é que, no caso da capital, há obras a nascer como cogumelos. E há também zonas da capital a renascer da decadência, como é o caso de Arroios,. Por outro lado, o preço das casas disparou em alguns bairros, como por exemplo em Campo de Ourique, Amoreiras e Estrela, uma tendência que se verifica um pouco por todo o país.

Projetos para todos os gostos

A capital está, como seria de esperar, no centro das atenções dos investidores imobiliários nacionais e internacionais, havendo vários projetos de grande envergadura em cima da mesa: alguns já avançaram e outros ainda não saíram do papel. Nestes negócios de milhões, há um bairro típico que está como que a ganhar uma segunda vida, a Graça.

Também a Zona Ribeirinha está no “olho do furacão”, nomeadamente no que diz respeito ao setor hoteleiro. A animar o mercado estão também as residências de estudantes, havendo vários projetos na calha para este segmento de mercado. O Governo está, de resto, a preparar o lançamento de um programa destinado a apoiar as instituições de ensino superior públicas e as autarquias através de um fundo de reabilitação de edifícios que se destinem a residências universitárias.

O que está e/ou vai nascer em Lisboa

São vários os projetos que vão nascer na capital. Alguns já começaram a ver a luz do dia, outros não. Entre os mais emblemáticos está o 266 Liberdade, que foi originalmente construído para albergar um jornal, o Diário de Notícias. Ali vão nascer 34 casas de luxo e uma penthouse só ao alcance de alguns. A este projeto da Avenue junta-se, por exemplo, um outro da Vanguard Properties, no caso uma torre – também com 34 apartamentos – que será construída nas Amoreiras.

Destaque ainda, por exemplo, para o investimento da brasileira Incortel na capital, que vai transformar um palacete em 11 casas de luxo, e para o Promenade, que vai nascer na Avenida 24 de Julho “pela mão” da AM|48. Na zona do Saldanha vão ser edificados dois projetos residenciais, o Saldanha Modern e o Casal Ribeiro, e em Alcântara o edifício do antigo Bingo do Atlético vai ser transformado num “projeto residencial inovador”.

Mas 2019 foi um ano fértil em anúncios de novos empreendimentos, sendo que estes também prometem deixar-te com agua na boca:

Outras regiões (também) animam o mercado

A nova onda da construção/obra nova não chegou apenas a Lisboa e ao Porto. Exemplo disso são os projetos anunciados para zonas como Guimarães e Aveiro, falamos, respetivamente, de um empreendimento com mais de 71 apartamentos eco-eficientes e de outro com 164 apartamentos… junto ao mar. Já em Faro vai nascer um condomínio privado de luxo e no Alentejo o projeto Muda Reserve já começou a ganhar vida.

Objetivo é aumentar oferta para a classe média

É verdade que os preços estão a aumentar ano após ano, mas muitas promotoras imobiliárias parecem estar a apostar no aumento da oferta de casas para a classe média portuguesa. É o caso, por exemplo, da Habitat Invest, que tem em curso projetos nesse sentido, como o Duque 70 ou o Berlim I e o Berlim II.

Também a Louvre Properties e a JPS Group estiveram muito ativas no mercado. Entre os projetos anunciados pelo grupo empresarial português destaque para o SKYCITY e para o Dream Living, que resulta de uma parceria com o ex-futebolista Rui Costa.